Dovizioso: “É a confirmação de que Rossi tem colhões"

Andrea Dovizioso elogia momento de Valentino Rossi na temporada 2017 da MotoGP mas alerta para dificuldade de manter liderança; italiano joga toalha sobre potencial da Ducati para brigar pelo título neste ano

Dovizioso: “É a confirmação de que Rossi tem colhões"
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Start: Marc Marquez, Repsol Honda Team leads
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team, Crash
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Carregar reprodutor de áudio

Andrea Dovizioso foi o sexto colocado no GP das Américas, realizado no último domingo (23), terminando a prova a 14 segundos de Marc Márquez, vencedor em Austin. Dovizioso foi questionado sobre a liderança do campeonato nas mãos de Valentino Rossi e, sem meias palavras, elogiou o compatriota.

“Esta é a confirmação de que Rossi tem colhões. Apesar de não ser o mais rápido, ele volta para casa com mais pontos do que todos", disse o piloto da Ducati.

“De qualquer forma, creio que será difícil (se manter no topo), pois ao lado dele há um companheiro que é muito rápido", afirmou Dovizioso, referindo-se a Maverick Viñales. 

"É hora de pensar no futuro"

Após o resultado em Austin, Dovizioso foi pessimista quanto às chances de melhorar a Desmosedici GP17 para ainda ter chances de brigar pelo título nesta temporada. Para o italiano, seria mais inteligente para a Ducati começar a pensar a longo prazo daqui para a frente, já que a moto não apresenta potencial para reduzir a distância para Yamaha e Honda tão cedo.

“As coisas não estão boas, não somos competitivos como esperávamos. Não desenhamos um plano muito preciso, e ter isso é o mais importante. Com os limites que a moto nos mostra, pouco importa o circuito em que estejamos", disse.

“É hora de pensar no futuro. Não podemos mais falar de Jerez, Le Mans ou Mugello. Esta não é a velocidade que, como equipe oficial, permitirá que lutemos pelo campeonato", afirmou.

“Se o futuro significa focar no fim da temporada ou no próximo ano, depende de muitos fatores. Se não há um planejamento também não saberemos quantos meses serão necessários para mudar as coisas. O que sabemos é que precisamos discutir o todo, modificar tudo a 360°", completou.

Dovizioso é o quarto colocado no campeonato, a 26 pontos de Rossi, que tem 56. Jorge Lorenzo, companheiro do italiano na Ducati, é o 13º, com um atraso de 44 pontos em relação ao piloto da Yamaha.

compartilhar
comentários
Rossi critica Zarco após incidente: "Isto não é a Moto2"
Artigo anterior

Rossi critica Zarco após incidente: "Isto não é a Moto2"

Próximo artigo

Rossi nos holofotes em Austin: frases do final de semana

Rossi nos holofotes em Austin: frases do final de semana
Carregar comentários