Fora da Aprilia, Bradl admite deixar a MotoGP em 2017

Piloto alemão diz ter consciência de que não há vaga na MotoGP e pode seguir para Moto2 ou Superbike em 2017

Fora da Aprilia, Bradl admite deixar a MotoGP em 2017
Alvaro Bautista, Aprilia Gresini Racing Team
Stefan Bradl, Aprilia Gresini Racing Team
Aleix Espargaro, Team Suzuki Ecstar MotoGP
Alvaro Bautista, Aprilia Gresini Racing Team
Alvaro Bautista, Aprilia Gresini Racing Team
Alvaro Bautista, Aprilia Gresini Racing Team
Stefan Bradl, Aprilia Gresini Racing Team
Stefan Bradl, Aprilia Racing Team Gresini
Stefan Bradl, Aprilia Racing Team Gresini

O piloto Stefan Bradl já admite continuar sua carreira fora da MotoGP pois recebeu a confirmação da Aprilia de que não será utilizado pela equipe em 2017.

O alemão, que entrou para o time na metade da última temporada, no lugar de Marco Melandri, disse que está estudando opções na Moto2 - na qual ele foi campeão em 2011 - e no Mundial de Superbike.

A Aprilia optou por uma nova dupla para 2017 com Sam Lowes e Aleix Espargaro, ainda que tal decisão não tenha sido anunciada oficialmente. 

"No momento, não tenho nada (para o futuro). Estou dando uma olhada por aí", disse Bradl. "Recebi a confirmação (na quinta-feira) da Aprilia de que eles não estão planejando ficar comigo". 

"Desde Barcelona comecei a olhar o mercado, mas não há nada no momento que eu possa dizer sobre o meu futuro. Tenho opções em algumas categorias, Superbike ou Moto2, mas não dá para dizer em qual direção vou caminhar", afirmou. 

"Não sobraram muitos lugares (na MotoGP). Sou bem realista, conheço a situação. Então não creio que meu futuro seja na MotoGP. Não estou triste por causa disso". 

"Meu plano era ficar na Aprilia na próxima temporada, mas eles mudaram de ideia e é assim que, às vezes, as coisas funcionam por aqui (na MotoGP)", finalizou.

 

compartilhar
comentários
Viñales mira primeira fila e pódio em Assen com novo chassi

Artigo anterior

Viñales mira primeira fila e pódio em Assen com novo chassi

Próximo artigo

Comissão de Segurança da MotoGP propõe mudanças em Barcelona

Comissão de Segurança da MotoGP propõe mudanças em Barcelona
Carregar comentários