Últimas notícias

Lorenzo e Max Biaggi vão ganhar o status de 'lendas' da MotoGP

Dupla de pilotos marcou época no mundial de motovelocidade desde os anos de 1990

Jorge Lorenzo, Carmelo Ezpeleta, Dorna CEO

Tricampeão mundial de MotoGP e recentemente aposentado após sua única – e sinistra – temporada com a equipe Honda, o piloto espanhol Jorge Lorenzo vai ganhar o status de lenda da categoria rainha da motovelocidade mundial, junto do italiano Max Biaggi.

A dupla será ‘premiada’ com o reconhecimento durante o GP da Espanha. Lorenzo foi campeão das temporadas 2010, 2012 e 2015 da MotoGP. Já Biaggi foi vice-campeão em 1998, 2001 e 2002, além de ter vencido o Mundial de SuperBike em 2010 e 2012.

Leia também:

Depois de uma temporada miserável a bordo da Honda em 2019, na qual Lorenzo não conseguiu terminar no top-10 devido a dificuldades em se adaptar à moto e a várias lesões, o espanhol anunciou que iria se aposentar das corridas.

O piloto estreou na MotoGP em 2008 e conquistou 47 vitórias, 114 pódios, 43 poles e 30 voltas mais rápidas. Além da grande trajetória na categoria rainha, Lorenzo também venceu dois campeonatos nas 250 cilindradas.

“Ser nomeado uma lenda da MotoGP me deixa extremamente feliz. Quando comecei a competir neste mundo, o que eu realmente queria era entrar no mundial”, comentou o tricampeão, conhecido por sua polêmica personalidade.

“Ser capaz de vencer corridas e cinco campeonatos é algo que supera em muito o que eu esperava, e ser uma Lenda da MotoGP é algo ainda mais difícil de alcançar. Isso significa, além de títulos, que você deixou uma marca nas pessoas e na história do esporte”.

"Gostaria de agradecer à Dorna [organizadora da MotoGP] e à Federação Internacional de Motociclismo pelo apoio durante todos esses anos e por terem me incluído nesse grupo especial de pilotos selecionados", completou.

Há rumores de que Lorenzo retornará ao paddock da categoria neste ano como piloto de testes da Yamaha, equipe pela qual conquistou seus três títulos antes de ir para a Ducati e, posteriormente, para a própria Honda. Relembre todas as vitórias do espanhol na MotoGP:

1- GP de Portugal 2008, Yamaha
2- GP do Japão 2009, Yamaha
3- GP da França 2009, Yamaha
4- GP de Indianápolis 2009, Yamaha
5- GP de Portugal 2009, Yamaha
6- GP da Espanha 2010, Yamaha
7- GP da França 2010, Yamaha
8- GP da Grã Bretanha 2010, Yamaha
9- GP da Holanda 2010, Yamaha
10- GP da Catalunha 2010, Yamaha
11- GP dos Estados Unidos 2010, Yamaha
12- GP da República Tcheca 2010, Yamaha
13- GP de Portugal 2010, Yamaha
14- GP de Valencia 2010, Yamaha (campeão mundial)
15- GP da Espanha 2011, Yamaha
16- GP da Itália 2011, Yamaha
17- GP de San Marino 2011, Yamaha
18- GP do Catar 2012, Yamaha
19- GP da França 2012, Yamaha
20- GP da Catalunha 2012, Yamaha
21- GP da Grã Bretanha 2012, Yamaha
22- GP da Itália 2012, Yamaha
23- GP de San Marino 2012, Yamaha (Conquistou o Bi com o 2º na Austrália)
24- GP do Catar 2013, Yamaha
25- GP da Itália 2013, Yamaha
26- GP do Catar 2013, Yamaha
27- GP da Grã Bretanha 2013, Yamaha
28- GP de San Marino 2013, Yamaha
29- GP da Austrália 2013, Yamaha
30- GP do Japão 2013, Yamaha
31- GP de Valencia 2013, Yamaha
32- GP de Aragón 2014, Yamaha
33- GP do Japão 2014, Yamaha
34- GP da Espanha 2015, Yamaha
35- GP da França 2015, Yamaha
36- GP da Itália 2015, Yamaha
37- GP da Catalunha 2015, Yamaha
38- GP da República Tcheca 2015, Yamaha
39- GP de Aragón 2015, Yamaha
40- GP de Valência 2015, Yamaha (tricampeão mundial)
41- GP do Catar 2016, Yamaha
42- GP da França 2016, Yamaha
43- GP da Itália 2016, Yamaha
44- GP de Valencia 2016, Yamaha
45- GP da Itália 2018, Ducati
46- GP da Catalunha 2018, Ducati
47- GP da Áustria 2018, Ducati
47

Max Biaggi

A carreira do italiano em GPs começou em 1991 nas 250cc e ele competiu na MotoGP até 2005. Ao todo, foram 42 vitórias - 13 das quais na categoria rainha. Na divisão de elite, foram mais 58 pódios, 23 poles e 13 voltas mais rápidas.

Além de Lorenzo e Biaggi, o piloto neozelandês Hugh Anderson, que venceu o campeonato mundial quatro vezes nas agora extintas classes de 50cc e 125cc entre 1963 e 1965, também será uma lenda oficial do MotoGP.

GALERIA: Relembre as 10 chegadas mais apertadas da história da MotoGP

10: GP da Holanda 2017 (Assen) - 0s063 - 1º Valentino Rossi (Yamaha) - 2º Danilo Petrucci (Pramac-Ducati)
9: GP da Alemanha 2003 (Sachsenring) - 0s060 - 1º Sete Gibernau (Gresini-Honda) - 2º Valentino Rossi (Honda)
8. GP da Itália 2019 (Mugello) - 0s043 - 1º Danilo Petrucci (Ducati) - 2º Marc Márquez (Honda)
7. GP da República Tcheca 2003 (Brno) - 0s042 - 1º Valentino Rossi (Honda) - 2º Sete Gibernau (Gresini-Honda)
6. GP do Catar 2018 (Losail) - 0s027 - 1º Andrea Dovizioso (Ducati) - 2º Marc Márquez (Honda)
5. GP do Catar 2018 (Losail) - 0s023 - 1º Andrea Dovizioso (Ducati) - 2º Marc Márquez (Honda)
4. GP da Itália 2016 (Mugello) - 0s019 - 1º Jorge Lorenzo (Yamaha) - 2º Marc Márquez (Honda)
3. GP de Valência 2011 (Ricardo Tormo) - 0s015 - 1º Casey Stoner (Honda) - 2º Ben Spies (Yamaha)
2. GP da Grã Bretanha 2019 (Silverstone) - 0s013 - 1º Alex Rins (Suzuki) - 2º Marc Márquez (Honda)
1. GP de Portugal 2006 (Estoril) - 0s002 - 1º Toni Elías (Gresini-Honda) - 2º Valentino Rossi (Yamaha)
10

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Guto Nejaim se diz surpreso com saída da MotoGP do SporTV: Audiência aumentou 30% em 2019
Próximo artigo Data da audiência de apelação sobre doping de Iannone é definida

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil