Márquez admite que não estará 100% para testes no Catar

Espanhol diz que estará perto da melhor forma, após deslocar ombro em teste privado em Jerez

Márquez admite que não estará 100% para testes no Catar
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Márquez deslocou o ombro direito no último final de semana, ao cair a 200 km/h no final do teste particular em Jerez.

O espanhol disse que a sessão, em que a Honda fez uso de um motor revisado, foi positiva, mas admitiu que ainda pode sentir algum desconforto no Catar na próxima semana.

"Jerez foi um teste positivo, porque testamos esta nova moto em um circuito menor e foi realmente interessante", disse ele nesta sexta-feira (03) durante um evento em Barcelona.

"No final do dia, eu caí porque a temperatura estava diminuindo, perdi a frente e machuquei meu ombro. Nesta vez tive sorte, porque normalmente é a esquerda que sofre mais."

"Passo a passo estou ficando cada vez melhor. Talvez nos testes no Catar não estarei 100%, mas estarei muito, muito próximo disso."

O teste final da pré-temporada acontece no Catar entre 10 e 12 de março e será o último antes do início da temporada 2017.

Márquez disse que sua equipe está em muito melhor forma do que estava neste momento no ano passado, mas admite que a Honda não fez muito progresso desde o final da temporada até agora.

"Talvez a Honda que temos agora é aquela com a qual terminamos no ano passado, ou seja, a melhor que tivemos no ano passado", acrescentou.

"Nesse ponto no ano passado estávamos muito longe, muito perdidos, mas desta vez começamos com uma base muito boa."

O espanhol também se recusou a descartar Jorge Lorenzo da luta pela vitória na corrida de abertura da temporada no Catar, apesar de seu início difícil como piloto da Ducati.

"Talvez ele não esteja tendo o tipo de pré-temporada que tinha com a Yamaha, mas acho que no Catar não é loucura pensar que ele pode vencer. A Ducati é boa, ele é bom, mas no final, vale ser consistente durante todo o ano."

compartilhar
comentários
Miller diz ter opções fora da Honda para 2018

Artigo anterior

Miller diz ter opções fora da Honda para 2018

Próximo artigo

Smith diz que KTM atingiu 80% de potencial

Smith diz que KTM atingiu 80% de potencial
Carregar comentários