MotoGP: Após acordo com Ducati, Di Giannantonio permanece na VR46 até 2026

Piloto terá moto de fábrica na VR46 na próxima temporada ao assinar diretamente com a equipe italiana

Fabio Di Giannantonio, VR46 Racing Team

Fabio di Giannantonio continuará a correr pela VR46 até a temporada 2026 da MotoGP, depois de chegar a um acordo com a Ducati, segundo o Motorsport.com.

Conforme o combinado, di Giannantonio recebeu a garantia de uma moto GP25 com especificações de fábrica da Ducati em 2025, após ter de se contentar com máquinas antigas durante suas três primeiras temporadas na MotoGP.

Leia também:

O italiano tinha uma oferta de dois anos da Yamaha para correr pela Pramac, mas, no sábado (06), ele informou a equipe sediada em Iwata que não aceitaria o contrato.

Isso abriu caminho para di Giannantonio continuar sua parceria com a VR46 por mais duas temporadas enquanto aguarda uma assinatura definitiva, embora dessa vez ele tenha contrato direto com a Ducati - semelhante ao acordo que a equipe de Borgo Panigale teve com os pilotos da Pramac até agora. 

A equipe de Valentino Rossi já tinha uma opção de renovação com ele de acordo com seu contrato, mas a Ducati agora o colocou diretamente sob sua proteção.

Dessa forma, a Ducati pode continuar a manter quatro pilotos de fábrica em sua lista, com o vencedor do GP do Catar em 2023 se juntando a Francesco Bagnaia, Marc Márquez e o jovem Fermin Aldeguer, que deve subir para a MotoGP no próximo ano.

Aldeguer assinou contrato com a Ducati no início de 2024, mas está aguardando informações sobre a equipe com a qual fará sua estreia. Ele poderia ir para a VR46 ou para a Gresini, com a Pramac se mudando para a Yamaha, e estará correndo com o que será então uma moto GP24 de um ano em 2025.

Fabio Di Giannantonio, VR46 Racing Team

Fabio Di Giannantonio, equipe VR46 Racing

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Após o acordo da Pramac para se tornar uma equipe satélite da Yamaha, o time de Valentino Rossi assumirá o papel atualmente ocupado pela estrutura de Paolo Campinoti. Isso significa que a VR46 funcionaria como uma equipe semi-oficial, com pilotos contratados diretamente pela fábrica e tendo acesso a motos com as mesmas especificações de Bagnaia e Márquez.

No entanto, a Ducati decidiu reduzir o número de motos de fábrica no grid de 2025 de quatro para três, com a moto adicional sendo oferecida a di Giannantonio para convencê-lo a permanecer com a marca italiana.

"Diggia é um piloto de quem gostamos muito e, com a VR46, estamos trabalhando para deixá-lo um pouco mais próximo. Ele é um piloto que cresceu muito, ficaríamos felizes se conseguíssemos mantê-lo", explicou Claudio Domenicali, CEO da Ducati, no sábado.

Tudo isso significa que, em apenas oito meses, Di Giannantonio deixou de ficar sem equipe após a contratação tardia de Márquez pela Gresini para 2024 para se tornar um dos três únicos pilotos do grid a ter a última especificação da melhor moto da MotoGP.

Oliveira está indo para a Pramac?

Após a decisão de di Giannantonio de permanecer na equipe, a Yamaha está agora olhando para o piloto da Trackhouse, Miguel Oliveira, como sua primeira escolha para sua nova equipe satélite.

A ideia é combinar um piloto experiente com um novato, sendo que Oliveira e Jack Miller, que saiu da KTM, são os dois únicos candidatos reais com experiência. Para o papel de novato, a opção mais desejada é Sergio García, mas Alonso Lopez e Toni Arbolino também estão na lista.

Bagnaia DOMINA Martín em Assen e MotoGP pega fogo! POLÊMICA com Márquez... TOPRAK na Yamaha-Pramac?

PÓDIO CAST #17 - Bagnaia domina Martín em Assen e MotoGP pega fogo! Polêmica com Márquez... TOPRAK na Yamaha-Pramac?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Queda na Alemanha custa liderança a Martín; veja tabela

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil