MotoGP cancela GP do Cazaquistão e reduz calendário 2023 para 20 etapas

Com isso, a única nova etapa prevista para a temporada 2023 é o GP da Índia, marcado para setembro

Kazakhstan track for 2023 MotoGP season

Após anunciar originalmente um calendário recorde para a temporada 2023, com 21 etapas, a MotoGP reduziu a duração do campeonato nesta quarta-feira (26), anunciando o cancelamento do que seria a edição inaugural do GP do Cazaquistão.

O calendário de 2023 contava originalmente com duas novas provas para a categoria, dependendo da homologação da pista pela Federação Internacional de Motociclismo, com os GPs do Cazaquistão e da Índia.

Leia também:

A etapa do Cazaquistão estava prevista para 09 de julho no novo circuito de Sokol, próximo à Almaty, a mais populosa e importante cidade do país. Mas devido à atrasos na obra, a organização do Mundial anunciou o cancelamento da prova para 2023, esperando sua realização em 2024.

A pista, com extensão de 4.495km, foi projetada pelo alemão Hermann Tilke, tendo uma classificação de nível 2 pela FIA.

A MotoGP confirmou ainda que o GP do Cazaquistão não será substituído e, com isso, a pausa de verão aumenta para quase seis semanas de duração, entre as etapas da Holanda, em 25 de junho, e da Grã-Bretanha, em 04 de agosto.

No momento, a edição inaugural do GP da Índia, no Circuito Internacional de Buddh, que recebeu a Fórmula 1 nos anos 2010, ainda está confirmado para 24 de setembro.

Joan Mir, Repsol Honda Team

Joan Mir, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

"A FIM, a IRTA (Associação Internacional de Equipes) e a Dorna Sports podem confirmar o cancelamento do GP do Cazaquistão de 2023. A homologação pendente do circuito, junto com desafios operacionais globais e atuais, forçaram o cancelamento do evento".

"A MotoGP espera visitar o Sokol International Racetrack em 2024 para receber uma nova região ao calendário. O evento não será substituído em 2023".

Com isso, a MotoGP chega a cinco anos consecutivos sem conseguir concretizar 100% um calendário provisório.

Entre 2019 e 2022 o GP da Finlândia sempre esteve na programação original antes de ser cancelado, enquanto em 2020 a temporada passou por fortes modificações devido à pandemia. O retorno do GP da Finlândia foi oficialmente encerrado no ano passado, com problemas financeiros colocando um fim ao projeto do circuito do KymiRing.

Com o cancelamento do GP do Cazaquistão, os pilotos terão 37 pontos a menos em jogo entre a corrida sprint do sábado e a prova principal do domingo.

NOVA Sprint em Baku: qual o IMPACTO, horários com 2 qualis, como será e o que MUDA. Times afetado$!

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #227 - Quem tem mais a ganhar e a perder após 'miniférias' da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Marc Márquez está fora do GP da Espanha e mira retorno na França; Honda convoca Lecuona para Jerez
Próximo artigo MotoGP: Bastianini é liberado pela equipe médica para retorno em Jerez

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil