MotoGP: Dovizioso explica teste com Aprilia e fala de volta em 2022

Piloto italiano disse que testar com Aprilia em Jerez esta semana foi "inteligente"

MotoGP: Dovizioso explica teste com Aprilia e fala de volta em 2022

Andrea Dovizioso disse que ter três dias de testes com a Aprilia em Jerez esta semana foi "inteligente" para ele enquanto continua trabalhando para retornar à MotoGP para temporada de 2022.

Dovizioso está tirando uma licença sabática em 2021 depois de perder o seu assento na Ducati no final da campanha passada, após oito anos com a marca italiana.

Leia também:

Foi oferecido ao italiano um lugar na Aprilia em 2021, bem como várias funções de piloto de testes - incluindo a vaga da Yamaha que foi para Cal Crutchlow - mas ele recusou todos os acordos para trabalhar em um retorno em tempo integral em 2022.

A Aprilia anunciou no mês passado que tinha chegado em um acordo com Dovizioso para que ele rodasse a RS-GP em um teste privado em Jerez de 12 a 14 de abril. No entanto, não está claro qual será o desfecho de ambas as partes neste teste, com o empresário de Dovizioso no mês passado tendo admitido que qualquer tipo de retorno em 2021 com a equipe era improvável.

Questionado pelo Motorsport.com por que se sentia motivado para realizar este teste, Dovizioso disse: “É porque minha paixão ainda é pela MotoGP e gostaria de correr no próximo ano”.

“Acho que foi inteligente estar na pista e estou muito feliz porque a Aprilia me deu a possibilidade de fazer isso e da forma correta."

“Estou muito feliz com isso e penso que é positivo em correndo no próximo ano ou não."

“A possibilidade de conduzir uma moto da MotoGP é sempre boa e poder fazer isso desta forma, de uma forma profissional, não apenas a conduzir, é o que gostaria de fazer, é da forma que quero fazer."

“Não era fácil dizer não e tudo foi organizado na hora, então acho que foi inteligente fazer isso.”

Andrea Dovizioso, Aprilia

Andrea Dovizioso, Aprilia

Dovizioso passou os três dias em Jerez trabalhando no ajuste da sua posição na RS-GP depois de ter passado oito anos na Ducati.

Se recusando a saber os tempos por volta que conseguiu - embora tenha notado que não foram "muito ruins" - o piloto não disse em que áreas a RS-GP o impressionou, mas revelou que um novo teste deverá ser realizado em Mugello no próximo mês.

“Para falar sobre os tempos de volta, não acho que seja muito inteligente porque quando não se está se sentindo 100% na moto não é importante", acrescentou.

“Como já te disse, a velocidade de um piloto da MotoGP pode ser rápida com todas as motos, a diferença é pequena mas não é esse o ponto, especialmente se olharmos para a corrida toda a gente está a um segundo [no melhor ritmo]."

“Então, esse não é o ponto; para estar no topo, você precisa de coisas diferentes."

“Penso que vamos fazer outro teste porque queremos trabalhar um pouco mais na posição da moto e essa é a chave para tentar outras coisas e leva tempo."

“Então, acho que vamos organizar outro teste, talvez em Mugello daqui a um mês mais ou menos. E esse é o plano.”

A Aprilia confirmou que Dovizioso vai testar novamente a RS-GP em Mugello nos dias 11 e 12 de maio.

F1 AO VIVO: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP em Ímola com Rico Penteado | TELEMETRIA

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST – Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mas sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Mir diz que Suzuki precisa priorizar melhora no ritmo de classificação

Artigo anterior

MotoGP: Mir diz que Suzuki precisa priorizar melhora no ritmo de classificação

Próximo artigo

MotoGP: Márquez passa por exame médico e é declarado apto para competir

MotoGP: Márquez passa por exame médico e é declarado apto para competir
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Lewis Duncan