MotoGP: Mir diz que Suzuki precisa priorizar melhora no ritmo de classificação

Atual campeão da MotoGP diz que precisa guiar moto de modo "pouco natural" para ele se quiser tempos de volta decentes

MotoGP: Mir diz que Suzuki precisa priorizar melhora no ritmo de classificação

O ritmo em voltas de classificação não é um dos pontos fortes da Suzuki na MotoGP, com Joan Mir sendo o primeiro campeão sem uma pole position desde Wayne Rainey, em 1992. E segundo o espanhol, ele precisa fazer suas voltas rápidas com a moto de um modo "pouco natural" para ele.

Desde o seu retorno à MotoGP em 2015, a Suzuki segue com apenas uma pole position em mais de seis temporadas, com Aleix Espargaró liderando uma dobradinha da montadora japonesa junto com Maverick Viñales no GP da Catalunha de 2015.

Leia também:

Em ambas as provas do Catar, no começo de 2021, Mir não conseguiu se classificar direto para o Q2, largando em décimo e nono, respectivamente.

"Temos muito trabalho a fazer", disse Mir sobre o ritmo de classificação da Suzuki. "Estamos longe do ideal, mas estamos nos aproximando e sabemos quais áreas precisamos melhorar porque é muito difícil para mim entregar bons tempos de volta".

"Tenho que pilotar de modo diferente, que não é muito natural para mim, para conseguir fazer um bom tempo de volta".

Joan Mir, Team Suzuki MotoGP

Joan Mir, Team Suzuki MotoGP

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Apesar disso, Mir saiu de décimo no grid no GP do Catar para perder o segundo lugar para duas Ducatis nos metros finais da corrida, enquanto seu ritmo no GP de Doha foi forte o suficiente para o pódio, mas terminou em sétimo após um toque com Jack Miller.

A habilidade da Suzuki de conservar os pneus permitiram que Mir que Álex Rins conseguissem fazer boas provas apesar de posições baixas de largada em 2020, mas o campeão admite que melhorar os resultados de sábado é "uma das questões mais importantes".

"Normalmente estou mais nervoso e estressado no sábado do que no domingo. É algo que precisamos resolver porque não é normal ficar tão longe de nossos rivais no ritmo de classificação".

"No final, se vocês veem o ritmo de corrida, estamos sempre bem, nosso ritmo é muito bom. Mas não é normal que eles consigam tempos um segundo e meio mais rápidos na classificação".

"Então é algo que precisamos trabalhar. Além disso, o estilo natural não está me ajudando, o meu estilo de pilotagem. Normalmente sou muito agressivo e para fazer uma volta de classificação você precisa ser agressivo".

"Você precisa dar o seu melhor mas, no final, você precisa ser agressivo com os freios, e isso é algo que tenho. Mas com essa moto você precisa ser suave e muito relaxado".

'TRETAS', IMPROVISO e 'CAUSOS' de GALVÃO BUENO: Ex-diretor faz revelações do narrador de F1 da Globo

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Empatia zero. Quais são os pilotos mais 'malas' da F1?

 

compartilhar
comentários
MotoGP: Márquez consegue lutar pelo título de 2021, mesmo com 40 pontos de déficit?

Artigo anterior

MotoGP: Márquez consegue lutar pelo título de 2021, mesmo com 40 pontos de déficit?

Próximo artigo

MotoGP: Dovizioso explica teste com Aprilia e fala de volta em 2022

MotoGP: Dovizioso explica teste com Aprilia e fala de volta em 2022
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Joan Mir
Autor Lewis Duncan