MotoGP: Ducati promove Bastianini para 2023; veja como está o mercado de pilotos

Italiano da Gresini superou a concorrência do espanhol Jorge Martín, da Pramac, e 'subirá' à equipe oficial de fábrica na próxima temporada; saiba mais

Enea Bastianini, Gresini Racing MotoGP

Dorna

Destaque da temporada 2022 da MotoGP e representante da equipe Gresini Ducati na categoria rainha da motovelocidade mundial neste ano, o italiano Enea Bastianini será piloto da Ducati oficial de fábrica na próxima temporada, ao lado do compatriota Francesco 'Pecco' Bagnaia.

O editor recomenda:

Com isso, Bastianini substitui o australiano Jack Miller na fabricante italiana, que também considerava o competidor espanhol Jorge Martín, da Pramac Ducati, para a vaga ao lado de Bagnaia na MotoGP 2023.

Jorge Martin, Pramac Racing

Jorge Martin, Pramac Racing

Photo by: Dorna

Em 2022, Bastianini venceu três corridas, contra um triunfo de Martín. Já Miller, preterido na Ducati, assinou um contrato de duas temporadas com a Red Bull KTM para a próxima temporada da categoria.

"Estou excitado por poder vestir as cores da Ducati oficial a partir do próximo ano. Era um sonho meu que agora se torna realidade", disse Bastianini. "Nos meus dois anos na MotoGP, aprendi e cresci muito, e creio que só posso evoluir com os engenheiros e staff da Ducati Lenovo Team."

"Quero agradecer pela confiança e por me darem essa oportunidade incrível. Além disso, também quero agradecer a toda a equipe Gresini pelo grande suporte que recebi durante esta maravilhosa temporada juntos."

"Eu vou tentar terminar 2022 da melhor maneira possível antes de encarar uma nova aventura como piloto oficial de fábrica da Ducati com total comprometimento e com o espírito de equipe adequado", completou Bastianini.

Martín, por outro lado, seguirá na Pramac Ducati ao lado do francês Johann Zarco. Ambos terão motos atualizadas da Ducati. Já Bastianini, que será 'promovido', será substituído pelo espanhol Álex Márquez, de partida da LCR Honda. Veja como está o mercado da MotoGP 2023 até o momento:

Repsol Honda:
Marc Marquez-ESP (contrato até o fim de 2024)
*Joan Mir-ESP deve substituir Pol Espargaró-ESP

Monster Yamaha:
Franco Morbidelli-ITA (contrato até o fim de 2023)
Fabio Quartararo-FRA (contrato até o fim de 2024)

Ducati Lenovo:
Francesco Bagnaia-ITA (contrato até o fim de 2024)
Enea Bastianini-ITA

Aprilia:
Aleix Espargaró-ESP (contrato até o fim de 2024)
Maverick Viñales-ESP (contrato até o fim de 2024)

Red Bull KTM:
Jack Miller-AUS (contrato até o fim de 2024)
Brad Binder-RSA (contrato até o fim de 2024)

Gresini Ducati:
Fabio di Giannantonio-ITA (contrato até o fim de 2023)
Álex Marquez-ESP (contrato até o fim de 2023)

RNF Aprilia:
?
?

Tech3 GasGas:
Pol Espargaró-ESP
?

LCR Honda:
Álex Rins-ESP (contrato até o fim de 2024)
*Takaaki Nakagami-JAP (deve ser mantido na equipe pela Honda)

Pramac Ducati:
Johann Zarco-FRA
Jorge Martin-ESP

VR46 Ducati:
Luca Marini-ITA deve ser mantido
Marco Bezzecchi-ITA deve ser mantido

Suzuki**:
Alex Rins
Joan Mir

**deixará a MotoGP

F1 AO VIVO: RBR x Ferrari, Verstappen e Leclerc PUNIDOS, Alfa-Sauber e PROVOCAÇÃO da Audi à Mercedes

Podcast #192 – Sequência de corridas decidirá campeonato da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Márquez recebe alta médica para retomar treinos com moto
Próximo artigo GP de San Marino de MotoGP: Horários e como assistir à etapa de Misano, com decisão na MotoE

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil