MotoGP: Ducati revela moto de 2024 do bicampeão Bagnaia e de Bastianini

Maior mudança da Ducati para 2024 vem no lado administrativo

Ducati Desmosedici GP24

Ducati Desmosedici GP24

Ducati Corse

Buscando manter a hegemonia dos últimos dois anos na MotoGP, a Ducati revelou nesta segunda-feira (22) a identidade da Desmosedici GP24 com uma pintura sem muitas alterações para o bicampeão Francesco Bagnaia e Enea Bastianini.

O ano de 2023 marcou um domínio absoluto para a Ducati, vencendo um recorde de 17 de 20 GPs a caminho de vencer os três mundiais da MotoGP (Pilotos para Bagnaia, Equipes para a Pramac e Construtores).

Leia também:

Tendo encerrado a seca de 15 anos da Ducati em 2022, Baganaia se tornou o primeiro bicampeão consecutivo da marca após bater Jorge Martín em uma disputa que durou até o fim do campeonato.

No evento de lançamento na Itália, a Ducati revelou um esquema de pintura similar ao do ano passado - com a principal diferença sendo as placas dos números, agora vermelhas. A equipe oficial da marca mantém novamente a dupla formada por Bagnaia e Bastianini, que ganhou uma segunda chance após sua temporada de estreia ser duramente impactada por lesões.

Se Martín tivesse vencido o campeonato em 2023, uma cláusula em seu contrato seria ativada que o colocaria na equipe oficial no lugar de Bastianini. Mas, apesar das preocupações, Enea ainda conquistou uma vitória no ano, dominando o GP da Malásia.

A grande mudança da Ducati para 2024 vem no lado gerencial, com o ex-diretor esportivo Paolo Ciabatti indo para o novo programa de off-road da marca. Sua vaga ficou com Mauro Grassilli, que serviu anteriormente como diretor esportivo, de marketing e de comunicação.

Francesco Bagnaia, Ducati Team, Enea Bastianini, Ducati Team

Photo by: Ducati Corse

Francesco Bagnaia, Ducati Team, Enea Bastianini, Ducati Team

A Ducati é a segunda equipe a divulgar sua pintura de 2024 após a Gresini no sábado, marcando a primeira aparição oficial de Marc Márquez como piloto da marca italiana.

A Ducati terá novamente oito motos no grid entre a equipe oficial e a Pramac, ambas com as Desmosedici do ano, além da Gresini e a VR46 com as GP23. O grande desafio da Ducati em 2024 será o retorno das concessões, que limitam o trabalho de desenvolvimento ao longo do ano.

A Ducati não poderá contar com wildcards este ano, além de ter apenas 170 pneus de testes, que serão limitados a apenas três circuitos, um limite de oito motores por piloto e um congelamento no desenvolvimento das unidades, além de apenas uma atualização aerodinâmica na temporada.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Márquez mantém pés no chão e diz que "não pode fingir" que lutará por vitórias imediatamente
Próximo artigo ANÁLISE: O que as estatísticas de quedas da MotoGP em 2023 dizem sobre a introdução das sprints?

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil