MotoGP: Márquez mantém pés no chão e diz que "não pode fingir" que lutará por vitórias imediatamente

Espanhol fez sua primeira aparição como piloto Ducati no lançamento da Gresini

Marc Marquez, Gresini Racing

Marc Marquez, Gresini Racing

Gresini Racing

O hexacampeão da MotoGP Marc Márquez fez neste sábado (20) sua primeira aparição como piloto da Ducati, no lançamento da moto da Gresini para a temporada 2024. E falando sobre as expectativas para a estreia, o espanhol diz que "não pode fingir" que será capaz de lutar por vitórias de cara.

Após um 2023 difícil com a Honda, Márquez optou por encerrar seu contrato um ano antes e tentar um novo caminho na Gresini, equipe satélite da Ducati, que usa motos do ano anterior. Ele fez sua estreia no teste de pós-temporada em Valência, terminando com o quarto melhor tempo, a apenas 0s171 do líder.

Leia também:

Ele disse à DAZN que se adaptou à GP23 mais rápido do que esperava, mas tentou minimizar as expectativas em sua primeira aparição oficial como piloto da Ducati.

"Uma coisa é expectativa, abordagem é outra. Claro, minha abordagem é ser rápido na pista, e se puder der o mais rápido no primeiro teste, vou tentar. Mas é uma questão de expectativa x realidade. Claro, as expectativas das pessoas estão altíssimas. Mas, como eu disse nesse cenário, meu trabalho é esquecer disso e trabalhar, porque preciso manter a calma nesse começo".

"Calma não significa não ser rápido. Claro, gostaria de ser rápido, mas não posso fingir que poderei lutar por vitórias de cara, porque os últimos quatro anos foram um pesadelo para mim".

Marc Marquez, Gresini Racing

Photo by: Gresini Racing

Marc Marquez, Gresini Racing

"Nos últimos dois anos eu não pude vencer corridas e, preciso considerar que terei uma moto que dois pilotos - Bagnaia e Martín - passaram muitos anos com ela, venceram corridas e campeonatos. Eles são super rápidos e terão a moto de 2024... a mesma moto. Podemos dizer a mesma moto, mas você chega e não pode fingir que está no mesmo nível".

Apesar da cirurgia no braço para tratar uma síndrome compartimental, Márquez diz que essa é a primeira intertemporada desde 2017 que não enfrenta nenhuma recuperação.

"Finalmente tive férias normais. Isso é importante para mim, porque desde 2018 sempre tive reabilitação do braço ou do ombro. Agora tive umas férias normais e vou tentar escapar das lesões, que foram meu pesadelo nos últimos anos".

"Então a Honda não é o único motivo por trás dos meus resultados, porque eu também me lesionei diversas vezes. Então, considerando tudo isso, vou tentar trabalhar de forma melhor, me sentir melhor na pista e criar novamente meu futuro".

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Gresini revela pintura de 2024 e Marc Márquez faz primeira aparição oficial como piloto Ducati
Próximo artigo MotoGP: Ducati revela moto de 2024 do bicampeão Bagnaia e de Bastianini

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil