MotoGP: Etapa de Portugal acontecerá com portões fechados devido à Covid-19

Decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro português em coletiva de imprensa, organização planejada vender até 50 mil ingressos

MotoGP: Etapa de Portugal acontecerá com portões fechados devido à Covid-19

A última etapa da temporada 2020 da MotoGP, a volta do Mundial a Portugal, acontecerá sem a presença de público. A decisão foi anunciada pelo primeiro-ministro lusitano Antonio Costa, durante uma coletiva de imprensa em Lisboa.

Os organizadores da prova, a primeira da MotoGP em Portugal desde 2012, marcando a estreia de Portimão, tinham como objetivo receber até 50 mil fãs, mas o crescimento alarmante de casos de Covid-19 no país levaram à mudança de decisão.

Leia também:

Na primeira onda de casos na Europa, Portugal tinha sido um dos países que melhor havia controlado a pandemia, mas os casos dispararam e o governo introduziu medidas mais restritivas.

Segundo a imprensa portuguesa, a decisão foi tomada por Costa depois de comprovar que, durante o GP de Portugal de Fórmula 1, que teve mais de 25 mil espectadores em Portimão, não foram cumpridas as normas básicas de segurança, como o distanciamento social e o uso de máscaras.

O primeiro-ministro comunicou a decisão durante uma coletiva de imprensa para anunciar as novas medidas de restrição para o combate à pandemia em Portugal.

"Já comunicamos o promotor que a presença de público não está autorizada", confirmou Costa, que chamou de "absolutamente inaceitável" o que foi visto durante o GP de F1, realizado na semana anterior.

Durante a apresentação do GP de Portugal da MotoGP, feito em agosto, o diretor de Portimão, Paulo Pinheiro, anunciou que estavam trabalhando para que pudessem receber metade do esperado, até 30 mil espectadores.

Mas com o bom controle da pandemia, na metade de outubro, os responsáveis pela prova se animaram e aumentaram o número de ingressos disponíveis para 50 mil no domingo, dia das provas das três categorias.

Mas o aumento de casos e restrições fizeram com que as três provas que finalizam a temporada, duas em Valência e Portimão, sejam realizadas sem público. Apenas as provas de Misano e Le Mans tiveram uma presença de fãs em número reduzido.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

RETA FINAL: Hamilton e Wolff em caminhos diferentes em 2021?

PODCAST: É bom negócio ser companheiro de Max Verstappen na Red Bull?

 

compartilhar
comentários
Dovizioso: Mir não precisa de vitória para validar título da MotoGP

Artigo anterior

Dovizioso: Mir não precisa de vitória para validar título da MotoGP

Próximo artigo

MotoGP: Yamaha indica americano para lugar de Rossi caso seja necessário em Valência

MotoGP: Yamaha indica americano para lugar de Rossi caso seja necessário em Valência
Carregar comentários