MotoGP: Márquez injetou analgésicos para suportar dor no braço direito na Áustria

Hexacampeão ainda tem dificuldades físicas em circuitos que exijam muita força do lado onde sofreu grave acidente em 2020

MotoGP: Márquez injetou analgésicos para suportar dor no braço direito na Áustria

Marc Márquez revelou que teve que tomar algumas injeções de analgésicos antes da etapa da Áustria na MotoGP devido a dores no braço direito em recuperação. O espanhol esteve envolvido na batalha pela vitória em grande parte da corrida de 28 voltas no Red Bull Ring deste domingo (15), terminando em 15º após uma queda tardia na pista molhada, enquanto liderava.

Embora tenha vencido em Sachsenring em junho, a corrida do fim de semana foi a primeira em 2021 que vimos o hexacampeão firme em um circuito que exige muita força no lado direito do corpo de um piloto.

Leia também:

No entanto, ele admitiu depois que a dor sentida no braço que quebrou gravemente no ano passado o forçou a injetar um analgésico sem receita Enantyum - algo que foi forçado a fazer em toda a temporada, exceto nos finais de semana do GP da Alemanha e da Estíria.

"Em quase todo o resto, eu tive que fazer isso, diria, três ou quatro vezes mais, tive que fazer isso", revelou Márquez.

"Depende da sensação que eu tenho, o Enantyum você compra na farmácia e eles infiltram na musculatura porque assim tem mais efeito e funciona mais rápido. Tento evitar porque sei que amanhã estarei pior, mas na corrida sempre ajuda, você tem dor, mas pode fazer um pouco mais de força", acrescentou.

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Apesar da queda na prova de domingo, o hexacampeão disse que estava "muito feliz", pois conseguiu mostrar "um bom nível" em condições de pista seca. A chave para seu ritmo foi a decisão de fazer uma mudança tardia para o pneu traseiro macio, enquanto o resto do grid utilizou o médio.

Isso parecia uma aposta. O espanhol disse que foi o único composto com o qual se sentiu bem e admite que estava "rezando" para que a chuva ficasse até tarde, pois inicialmente esperava que houvesse um dilúvio.

"É claro que de fora parecia arriscado", disse Márquez quando questionado pelo Motorsport.com sobre como fez o pneu macio durar tanto. "Ontem tentamos no TL4 e o desempenho não foi ruim. Com a nossa experiência, parece funcionar e com o Michelin às vezes é preciso esquecer o conceito de macio, médio e duro."

"Só precisa tentar compreender as sensações. Este ano, estamos lutando muito a aderência traseira. Então, de macios podemos rodar bem por pelo menos 10 ou 15 voltas. No entanto, por algum motivo, não sei qual, me senti muito mais forte no final do que na primeira parte da corrida."

"Então, sim, antes da prova eu estava rezando para ter algumas quedas porque era a única chance, mas durante, rezava para não chover porque andava forte. É uma boa notícia que hoje fomos capazes de rodar rápido e consistente, mas já digo à Honda que não é suficiente."

"Precisamos continuar trabalhando porque é verdade que eu estava lá, mas me arrisquei muito. Então, se queremos lutar pelo campeonato no ano que vem, devemos ter um pouco mais de desempenho e melhorar alguns pontos", concluiu.

MAX WILSON vê colaboração "MARAVILHOSA" de BAND no automobilismo, com F1 "até no PROGRAMA DO NETO"

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Binder revela que não cair na última volta era “virtualmente impossível”

Artigo anterior

MotoGP: Binder revela que não cair na última volta era “virtualmente impossível”

Próximo artigo

MotoGP: Rossi fica perto de 200º pódio da carreira na Áustria, mas comemora oitavo lugar

MotoGP: Rossi fica perto de 200º pódio da carreira na Áustria, mas comemora oitavo lugar
Carregar comentários