Relato da corrida

MotoGP: Martin bate Bagnaia por 0s064 após batalha alucinante no fim e vence o GP da Alemanha

Grid deste domingo contou com apenas 19 motos devido às ausências previamente confirmadas e a desistência de última hora de Marc Márquez

Jorge Martin, Pramac Racing

Gold and Goose / Motorsport Images

Mesmo com um grid esvaziado, devido às ausências e a desistência de última hora de Marc Márquez, a MotoGP conseguiu entregar um GP da Alemanha cheio de emoção, especialmente na disputa pela vitória. E em uma briga emocionante entre Francesco Bagnaia e Jorge Martín, que durou até o último metro, o triunfo no Sachsenring ficou com o espanhol da Pramac Ducati, confirmando duas vitórias no fim de semana.

Johann Zarco ocupou a última posição do pódio. Completaram o top 10: Marco Bezzecchi, Luca Marini, Jack Miller, Álex Márquez, Enea Bastianini, Fabio DiGiannantonio e Miguel Oliveira.

Leia também:
 

O domingo começou com uma grande surpresa. Após mais uma queda, a quinta do fim de semana, que causou uma pequena fratura na mão, Marc Márquez confirmou sua desistência do GP, afirmando que não estava pronto.

 

Miller aproveitou o bom ritmo de largada da KTM para assumir a ponta na primeira curva à frente de Bagnaia e Marini. Mas, na parte do morro, não teve como a moto austríaca segurar a grande força das Ducatis após um erro do australiano.

 

Ao final da primeira volta, Bagnaia já retomava a liderança, com Martín e Marini na sequência, à frente da dupla da KTM, Miller e Binder. Aleix Espargaró era o sexto, enquanto Quartararo era o décimo.

No começo da quarta volta, Martín voltou a mostrar a força exibida no sábado, dando o bote em Bagnaia para assumir a liderança e abrindo imediatamente 0s5 de vantagem, deixando o italiano para ser atacado por Marini. Os dois abriam 0s5 para Miller e Binder, que tinham uma disputa própria interna da KTM.

 

Quando a prova chegava à volta 10, de um total de 30, Martín mantinha a diferença para Bagnaia em 0s5, enquanto o atual campeão já conseguiu abrir 1s para Marini. Binder era o quarto, com Zarco em quinto, enquanto Miller não conseguia repetir o mesmo rendimento da largada, caindo para sétimo.

Com uma boa perda de rendimento, Marini viu Bagnaia abrir quase 2s de vantagem na frente, enquanto Binder se aproximava, com o sul-africano conseguindo assumir a terceira posição sem maiores problemas.

 

Enquanto Bagnaia abria mais de 3s para Binder, o atual campeão começava a se aproximar de Martín em busca da liderança. Mais atrás, o sul-africano passava a ser pressionado por Zarco, que vinha em quarto.

Quando a prova entrava no terço final, Martín ganhava um pouco de respiro, abrindo 0s5 para Bagnaia, enquanto Zarco subia para a terceira posição devido à queda de Binder no terceiro setor, com Bezzecchi já à frente de Marini no top 5. 

 

Após resfriar os pneus, Bagnaia voltou a se aproximar de Martín, ultrapassando o espanhol na curva 11 na volta 21. Mas o piloto da Pramac seguia colado em busca de sua segunda vitória na categoria. Martín conseguiu dar o troco a sete do fim, mas os dois pilotos da Ducati se mantinham próximos.

Em uma briga emocionante que durou até o fim, Jorge Martín aproveitou o toque de Francesco Bagnaia na chegada à reta principal no início da última volta para apertar o passo e garantir uma importante vitória, que o consolida em segundo no Mundial, a 16 pontos do atual campeão.

Andando sozinho em terceiro, Johann Zarco ficou com a última posição do pódio. Completaram o top 10: Marco Bezzecchi, Luca Marini, Jack Miller, Álex Márquez, Enea Bastianini, Fabio DiGiannantonio e Miguel Oliveira.

A rodada tripla da MotoGP chega ao fim na próxima semana com o GP da Holanda, última etapa antes da pausa de verão da categoria. No Motorsport.com, você acompanha a cobertura completa da principal categoria da motovelocidade mundial.

Cla   # Piloto Moto Voltas Tempo Diferença Pontos
1   89 Spain Jorge Martin Ducati 30 -   25
2   1 Italy Francesco Bagnaia Ducati 30 0.064 0.064 20
3   5 France Johann Zarco Ducati 30 7.013 7.013 16
4   72 Italy Marco Bezzecchi Ducati 30 8.430 8.430 13
5   10 Italy Luca Marini Ducati 30 11.679 11.679 11
6   43 Australia Jack Miller KTM 30 11.904 11.904 10
7   73 Spain Alex Marquez Ducati 30 14.040 14.040 9
8   23 Italy Enea Bastianini Ducati 30 14.859 14.859 8
9   49 Italy Fabio Di Giannantonio Ducati 30 17.061 17.061 7
10   88 Portugal Miguel Oliveira Aprilia 30 19.648 19.648 6
11   37 Spain Augusto Fernandez KTM 30 19.997 19.997 5
12   21 Italy Franco Morbidelli Yamaha 30 22.949 22.949 4
13   20 France Fabio Quartararo Yamaha 30 25.117 25.117 3
14   30 Japan Takaaki Nakagami Honda 30 25.327 25.327 2
15   25 Spain Raul Fernandez Aprilia 30 25.503 25.503 1
16   41 Spain Aleix Espargaro Aprilia 30 28.543 28.543  
17   94 Germany Jonas Folger KTM 30 48.962 48.962  
  dnf 33 South Africa Brad Binder KTM 18      
  dnf 12 Spain Maverick Viñales Aprilia 8      

VÍDEO: Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #234 – Aston, Ferrari ou Mercedes? Quem se garante como segunda força da F1 em 2023?

 
 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP - Após cinco quedas e uma fratura, Marc Márquez está fora do GP da Alemanha: "Não me sinto pronto"
Próximo artigo MotoGP: Bagnaia mantém liderança, mas vê Martín próximo; veja a situação do Mundial após o GP da Alemanha

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil