MotoGP: Mir detona Márquez e Rossi manifesta preocupação em Portugal

Piloto espanhol da Suzuki critica compatriota da Honda, enquanto italiano da Yamaha Petronas admite dificuldades

MotoGP: Mir detona Márquez e Rossi manifesta preocupação em Portugal

Atual campeão da MotoGP após a conquista memorável do campeonato de 2020, o espanhol Joan Mir, da Suzuki, criticou o compatriota Marc Márquez, vencedor de seis títulos com a Honda, em função das táticas do rival na classificação para o GP de Portugal, neste sábado.

Segundo Mir, a estratégia do hexacampeão foi perigosa em Portimão, onde Márquez retorna à categoria rainha da motovelocidade mundial após perder praticamente toda a temporada passada, além dos GPs de Catar e Doha no começo de 2021.

O editor recomenda:

A crítica do piloto do Suzuki veio após ambos terem de disputar o Q1 do treino classificatório português, uma vez que não conseguiram tempos suficientemente bons nas sessões práticas para avançar diretamente ao Q2.

De todo modo, em dado momento do Q1, Mir e Márquez estavam juntos na pista, com Mir correndo imediatamente atrás do veterano. O atual campeão, porém, guiava em ritmo distinto do de Marc, sendo forçado a ultrapassar o compatriota na curva 9, à esquerda.

Na sequência, Márquez seguiu o piloto da Suzuki e conseguiu fazer o tempo mais rápido do Q1. Mir também avançou ao Q2 e largará em nono neste domingo, três posições atrás do competidor da Honda.

Assim, ao conceder entrevista depois da classificação, Mir demonstrou insatisfação com as táticas de Márquez. Na visão do piloto da Suzuki, o adversário teria sido punido em uma sessão da Moto3.

"Nós sabemos que Marc gosta de fazer essas coisas... Hoje ele fez comigo e às vezes ele faz com outros. Ele gosta de correr 'atrás' na classificação e de jogar esse jogo. Na Moto3, ele seria punido, mas é assim que as coisas são...", afirmou Mir.

"Sigo meu caminho. O incidente não me deixou nervoso de forma alguma. Registrei minha volta rápida de todo jeito. Dei 100% e é assim que as coisas são", seguiu o competidor espanhol.

"Mas, se eu tivesse jogado o jogo, ele teria ficado muito mais à frente... Ele 'cortou', foi para trás e me 'incomodou' na minha primeira volta rápida porque ele começou o giro vagarosamente. Perdi minha volta e aí então ele abortou", ponderou.

"Ele tirou vantagem na minha traseira... Isso renderia uma punição na Moto3 e provavelmente na Moto2 também, mas ainda não na MotoGP. Não acho que ele deveria ser punido, mas esse tipo de ação é perigosa na MotoGP, não só na Moto3. No fim das contas, ele vai bem mais devagar, me incomoda na minha volta rápida, tudo isso acontece e acho que isso deveria render punição. Não quero pensar muito nisso também... Fiz meu tempo e é isso", completou.

Rossi manifesta preocupação

Com dificuldades na temporada de estreia pela equipe Yamaha Petronas após deixar a Yamaha oficial de fábrica no fim de 2020, o heptacampeão mundial Valentino Rossi, da Itália, largará apenas em 17º no GP de Portugal neste domingo.

O decepcionante resultado vem após classificações ruins nos GPs de Catar e Doha, nos quais o 'Doutor' também ficou aquém da concorrência. Em Portimão, porém, o italiano ainda teve de ver seu substituto na Yamaha oficial, o francês Fabio Quartararo, fazer a pole position. 

O jovem piloto, aliás, ficou 1s1 à frente de Rossi na tabela de tempos. Além disso, caso queira ficar na MotoGP em 2022, Rossi precisa mostrar melhores resultados, já que seu contrato com a Petronas tem uma cláusula de desempenho.

De todo modo, o heptacampeão admite que sua forma em Portugal não está "nada fantástica", conforme explicou em entrevista. "As duas motos da Yamaha oficial, com Quartararo e [Maverick] Viñales, estão mais fortes que eu, mais rápidas", afirmou o italiano.

"Então, sim, estou especialmente preocupado porque eu esperava - e tentarei - ser mais competitivo. Mas o único caminho é trabalhar e tentar melhorar um pouco passo a passo", ponderou Rossi.

"Mas, sinceramente, é muito difícil dar um grande passo. Toda pista é diferente. Aqui, na comparação com a segunda corrida no Catar, estou um pouco melhor, mas ainda não estou no pelotão de elite."

"Então, com certeza, amanhã será difícil largar de trás e meu ritmo não está nada fantástico. Mas, para o warm up, podemos tentar algo a mais e nós esperamos estar um pouco mais rápidos", completou o segundo maior campeão da história da elite da motovelocidade.

VÍDEO: Confira o grid de largada do GP de Portugal da MotoGP

F1 2021: POLE 99 de Hamilton e Pérez INCOMODA Verstappen para o GP da Emilia Romagna, em Ímola | Q4

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #098 – TELEMETRIA: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP da F1 em Ímola

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Quartararo é pole em Portugal após Bagnaia ter volta cancelada; Márquez é 6º
Artigo anterior

MotoGP: Quartararo é pole em Portugal após Bagnaia ter volta cancelada; Márquez é 6º

Próximo artigo

MotoGP: Quartararo vence GP de Portugal em Portimão com folga; Márquez é 7º

MotoGP: Quartararo vence GP de Portugal em Portimão com folga; Márquez é 7º
Carregar comentários