MotoGP: Petronas anuncia fim de patrocínio para a SRT

Petrolífera da Malásia confirmou que não será mais patrocinadora da equipe Sepang Racing Team, encerrando o contrato ao fim do ano

MotoGP: Petronas anuncia fim de patrocínio para a SRT

A estatal petrolífera Petronas não será mais patrocinadora da equipe também malaia Sepang Racing Team a partir de 2022. A informação foi divulgada primeira pelo Autosport na quinta-feira. A SRT entrou na Classe Rainha há três anos.

O apoio também será encerrado para as equipes da Moto2 e Moto3 Petronas Sprinta, que serão encerradas pela SRT no fim do ano para garantir o projeto na MotoGP.

Leia também:

Na manhã de sábado, a Petronas confirmou a informação da Autosport em um comunicado de imprensa. 

O CEO do Circuito Internacional de Sepang (SIC), Azhan Shafriman, disse: "SIC deseja a agradecer a Petronas pelo apoio durante a parceria e a inesquecível jornada juntos. Nós respeitamos a decisão da Petronas e concordamos que a parceria atingiu seus objetivos e propósitos. Nós aproveitamos uma parceria significante, com grandes conquistas e momentos memoráveis com a equipe."

"Acredito que este não será o fim da nossa colaboração no automobilismo já que continuamos a nutrir os talentos do automobilismo na Malásia. SIC está orgulhoso em ter se envolvido na formação e desenvolvimento de um time que passou as expectativas com sua performance. Desejamos o melhor a todo o time na próxima fase de evolução sob apoio de uma nova entidade."

Cal Crutchlow, Petronas Yamaha SRT

Cal Crutchlow, Petronas Yamaha SRT

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

A SRT confirmará os seus planos para a próxima temporada no fim de semana do GP da Grã-Bretanha, onde em 2018 oficializou seus planos para estrear na MotoGP. O Autosports soube que a SRT continuará com a Yamaha após 2021, mas o contrato entre as duas passou por algumas alterações. Ao invés de receber motos com apoio de fábrica, a SRT receberá duas motos com "configuração B" para 2022.

O atual piloto da SRT Franco Morbidelli subirá para a equipe de fábrica da Yamaha. Com a aposentadoria de Valentino Rossi no fim do ano, a SRT precisará de dois novos pilotos. A primeira escolha seria Raul Fernandez, mas ele assinou um contrato de dois anos com a KTM para entrar na Tech3. O pupilo de Valentino Rossi, Marco Bezzecchi, deve fechar com a VR46 Ducati para 2022.

O piloto da SRT na Moto3 Darryn Binder, irmão mais novo do Brad Binder, subirá para alguma equipe satélite da Yamaha, enquanto os pilotos da equipe na Moto2 Jake Dixon e Xavi Vierge também podem entrar nas vagas.

MAX WILSON vê colaboração "MARAVILHOSA" de BAND no automobilismo, com F1 "até no PROGRAMA DO NETO"

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
MotoGP: Viñales responde Yamaha por suspensão na Áustria
Artigo anterior

MotoGP: Viñales responde Yamaha por suspensão na Áustria

Próximo artigo

MotoGP - Martín: “Sou novato e não quero me por como favorito a vencer"

MotoGP - Martín: “Sou novato e não quero me por como favorito a vencer"
Carregar comentários