Rossi critica asfalto de Austin e pede reforma

Valentino Rossi, Dani Pedrosa e Aleix Espargaró dizem que Circuito das Américas precisa tomar medidas para garantir que ondulações não piorem para GP das Américas em 2018; caso contrário, será impossível correr

Rossi critica asfalto de Austin e pede reforma
Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team Gresini
Podium: second place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team, Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Podium: third place Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Carregar reprodutor de áudio

O asfalto do Circuito das Américas foi alvo de comentários pelas ondulações apresentadas no último final de semana, quando a MotoGP esteve no local para a realização do GP das Américas, terceira etapa da temporada 2017.

Muitos pilotos comentaram que a situação estava no limite e figuras importantes do grid disseram que a organização precisa tomar medidas para que o piso não passe de tal limite, o que comprometeria significativamente a segurança.

Valentino Rossi, líder do campeonato, foi um dos pilotos que criticou o asfalto de Austin e disse que a organização do circuito precisa garantir que o trabalho a ser feito seja realizado de maneira apropriada e avaliou negativamente os esforços anteriores para eliminar as ondulações.

"Há talvez três pontos nos quais eles precisam trabalhar para melhorar", disse o italiano. "Mas se eles fizerem algo tem que ser do jeito certo. Há alguns anos, já tínhamos ondulações e pedimos melhorias, mas o trabalho feito não foi bom. Eles precisam fazer isso da maneira correta para reparar os pontos nos quais as ondulações são muito fortes."

Dani Pedrosa, assim como Rossi, ressaltou a importância de a reforma ser feita do modo correto. "Há pontos em que as ondulações são muito grandes. Na reta oposta, era difícil manter a moto sob controle em aceleração plena, a 300 km/h. É importante que algo seja feito, pois se a pista estiver pior no ano que vem será muito difícil pilotar."

Aleix Espargaró foi mais longe e afirmou que se a pista piorar em 2018, será impossível correr no Circuito das Américas. "Agora nós estamos no limite em relação às ondulações", disse.

"Se no ano que vem a pista piorar como piorou do ano passado para este, não poderemos correr, será impossível dar 100%. Espero que eles eliminem as ondulações ou coloquem um novo asfalto", completou.

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont 

compartilhar
comentários
Rossi vê Viñales favorito e elogia: "é um fenômeno real"
Artigo anterior

Rossi vê Viñales favorito e elogia: "é um fenômeno real"

Próximo artigo

Lorenzo pede que Ducati adote filosofia da Yamaha

Lorenzo pede que Ducati adote filosofia da Yamaha
Carregar comentários