Rossi: Márquez é quem tem limitado melhor danos em 2017

Valentino Rossi crê que Marc Márquez lidera campeonato após primeira metade da temporada por ser o melhor em limitar os danos em 2017

Rossi: Márquez é quem tem limitado melhor danos em 2017
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, almost crashing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Podium: race winner Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Carregar reprodutor de áudio

Após a primeira metade da temporada 2017 da MotoGP, o líder é Marc Márquez. Após a vitória no GP da Alemanha, a segunda no ano, Márquez foi para as férias da categoria com cinco pontos de vantagem sobre Maverick Viñales.

Andrea Dovizioso é o terceiro colocado e Valentino Rossi o quarto, a apenas dez pontos de Márquez. Dani Pedrosa, o quinto, também não está longe - são 26 pontos de desvantagem em relação ao companheiro de equipe.

Se por um lado o espanhol sofreu duas quedas - na Argentina e na França - por outro o atual campeão esteve no pódio em cinco oportunidades e não terminou abaixo da sexta posição neste ano. Rossi e Viñales têm quatro pódios e o décimo lugar é comum aos dois como pior posição de chegada em 2017.

Para Rossi, a capacidade de Márquez de conseguir um resultado satisfatório mesmo quando as coisas não estão favoráveis é que coloca o espanhol na liderança do campeonato. Ainda assim, o italiano segue acreditando que não há favorito para a segunda metade da temporada.

“Márquez lidera porque quando esteve em dificuldades, perdeu menos pontos do que nós quando estivemos com problemas", disse.

“Ele tem sido muito forte, venceu quando precisava. Mas quando ele sofreu, limitou os danos muito bem e por isso está na liderança. Creio que todos que estão na briga pelo título estão no mesmo nível. Eu não descartaria Pedrosa, mesmo ele estando um pouco mais atrás."

“Eu não creio que isso seja melhor ou pior (para as chances de título), o importante é estar na briga e vencer corridas", acrescentou.

Rossi venceu a primeira em mais de um ano ao triunfar no GP da Holanda, quando a Yamaha introduziu um novo chassi - o que aconteceu após um desempenho abaixo do esperado da equipe japonesa em Barcelona.

O italiano, porém, não acredita que haja garantias de que ele vencerá novamente no restante da temporada, especialmente pelo fato de o grid apresentar tantos candidatos à vitória neste ano.

“Ninguém pode prever o que vai acontecer nas próximas etapas. Não creio que podemos cravar que virá uma corrida em que eu definitivamente vencerei", ponderou.

“Gostaria de ser veloz em Misano e tentarei andar bem nas três corridas na Ásia/Oceania, onde podemos ser muito fortes. Por agora, o importante é chegar a Brno sendo competitivo", completou.

Reportagem adicional por David Gruz

compartilhar
comentários
Barros: Brasil precisa de piloto para MotoGP voltar ao país
Artigo anterior

Barros: Brasil precisa de piloto para MotoGP voltar ao país

Próximo artigo

Aspar renova com Álvaro Bautista para temporada 2018

Aspar renova com Álvaro Bautista para temporada 2018