MotoGP
R
GP do Catar
25 mar
Próximo evento em
68 dias
R
GP da Argentina
08 abr
Próximo evento em
82 dias
R
GP das Américas
15 abr
Próximo evento em
89 dias
R
GP da Espanha
29 abr
Próximo evento em
103 dias
R
GP da França
13 mai
Próximo evento em
117 dias
R
GP da Itália
27 mai
Próximo evento em
131 dias
R
GP da Catalunha
03 jun
Próximo evento em
138 dias
R
GP da Alemanha
17 jun
Próximo evento em
152 dias
R
GP da Holanda
24 jun
Próximo evento em
159 dias
R
GP da Finlândia
08 jul
Próximo evento em
173 dias
R
GP da Áustria
12 ago
Próximo evento em
208 dias
R
GP da Grã-Bretanha
26 ago
Próximo evento em
222 dias
R
GP de Aragón
09 set
Próximo evento em
236 dias
R
GP de San Marino
16 set
Próximo evento em
243 dias
R
GP do Japão
30 set
Próximo evento em
257 dias
R
GP da Tailândia
07 out
Próximo evento em
264 dias
R
GP da Austrália
21 out
Próximo evento em
278 dias
R
GP da Malásia
28 out
Próximo evento em
285 dias
R
GP de Valência
11 nov
Próximo evento em
299 dias

Rossi: Quero descobrir se podemos encontrar soluções

compartilhar
comentários
Rossi: Quero descobrir se podemos encontrar soluções
Por:

Piloto italiano e Maverick Viñales chegam ao GP da Grã-Bretanha em busca da solução de problemas com pneus traseiros da corrida anterior

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing

O tempo está passando para ambos os pilotos da Yamaha, se quiserem evitar de ficar longe da disputa pelo título da MotoGP. Marc Márquez está em um ótimo momento e só Andrea Dovizioso é capaz de lutar contra a Honda, que chega a Silverstone com 16 pontos de diferença à frente no campeonato.

Maverick Viñales, enquanto isso, é o terceiro, 24 pontos atrás de seu compatriota, e Rossi é o quarto, a 33 do líder.

Os dois terminaram mal no Red Bull Ring, onde tudo corria bem até que os pneus traseiros de ambas as motos começassem a se desgastar a partir da 10ª volta.

Viñales terminou sexto, uma posição à frente de Rossi, com os dois completamente desorientados pelo nível de desgaste que sofreram na M1, uma circunstância que levou o italiano a pedir soluções ao time.

Uma semana após a corrida na Áustria, a Yamaha realizou um dia de testes privados em Misano, e ficou claro que o principal objetivo era resolver estes problemas, e que os dois pilotos, que deram mais de 180 voltas no total, estavam concentrados.

"Chegamos a Silverstone imediatamente após o teste em Misano, e é por isso que quero voltar à pista para descobrir se conseguimos encontrar soluções para a nossa moto", disse Rossi.

Quanto a Viñales, o espanhol está entusiasmado em retornar à pista onde, em 2016, conseguiu sua primeira vitória na MotoGP com a Suzuki.

"Estou encantado em voltar a Silverstone, uma pista que para mim é muito especial e é uma das melhores corridas do ano, então vou dar tudo o que tenho para tentar repetir a vitória do ano passado", disse Viñales.

Dovisioso pede por Ducati menos física em Silverstone

Artigo anterior

Dovisioso pede por Ducati menos física em Silverstone

Próximo artigo

Rossi: "Não me vejo na luta pelo campeonato"

Rossi: "Não me vejo na luta pelo campeonato"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Valentino Rossi
Autor Oriol Puigdemont