Rossi se diz preocupado com forte ritmo da Honda no molhado

Italiano acredita que ainda há muito trabalho da Yamaha em acertar configuração para pista molhada

Rossi se diz preocupado com forte ritmo da Honda no molhado
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing logo
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Carregar reprodutor de áudio

Conduzido por Dani Pedrosa, os pilotos da Honda ocuparam quatro dos cinco primeiros lugares na primeira sessão de treinos livres, que aconteceu em piso molhado na manhã desta sexta-feira em Jerez.

Maverick Viñales foi o melhor dos pilotos da Yamaha, em 10º, nove décimos à frente do líder do campeonato, Valentino Rossi que fez a 16ª marca.

Enquanto Marc Márquez, Cal Crutchlow e Jack Miller ganharam corridas com a Honda em condições mistas no ano passado, Rossi acredita que a Yamaha tinha a vantagem de ritmo, mas que isso parece ter mudado.

"Fiquei um pouco preocupado com o treino desta manhã, porque estava molhado e nós precisamos de alguns quilômetros nessas condições de chuva com a nova moto", disse ele.

"Sofremos um pouco, não encontramos o ajuste certo. A moto de 2016 no molhado era mais natural, mais fácil. Parece que temos que trabalhar um pouco mais nessas condições, eu não estava rápido o suficiente."

"O desempenho da Honda nos deixou bastante preocupados hoje, porque no molhado, como na Argentina, nos treinos e na classificação, eles encontraram algo melhor do que no ano passado."

"No ano passado, quando estava no molhado, eu era muito rápido e as Hondas estavam mais em apuros. Precisamos entender o equilíbrio certo."

A Yamaha testou em Le Mans no início desta semana, e incluiu voltas no piso molhado, mas Rossi acredita que a aderência do asfalto francês mascara os problemas da Yamaha.

Vinales concordou que a Yamaha tem muito trabalho a fazer nesse tipo de piso, mas sentiu que mudanças feitas durante o treino significaram que a moto melhorou.

"Acho que a moto foi mais constante", disse ele. "Acredito que ainda somos capazes de melhorar a eletrônica, então fiquei muito feliz esta manhã em condições úmidas."

Relatos adicionais por Germán García Casanova

compartilhar
comentários
Lorenzo diz que está mais confiante com Ducati
Artigo anterior

Lorenzo diz que está mais confiante com Ducati

Próximo artigo

Pedrosa lidera primeira fila da Honda em Jerez; Rossi é 7º

Pedrosa lidera primeira fila da Honda em Jerez; Rossi é 7º
Carregar comentários