Últimas notícias

Vencedor da Challenge, Tomasoni celebra primeiro triunfo na Porsche em sábado "cheio de adrenalina"

Piloto do #5 fez a pole em quali com chuva e, na corrida, chegou a perder a liderança

PORSCHE GT3 4.0 Challenge 2023 Interlagos (55).JPG

O sábado da classe Sprint Challenge trouxe a primeira vitória de Marcelo Tomasoni na Porsche Cup. O piloto do #5 converteu a pole em um triunfo mas, para isso, não teve vida fácil, com uma classificação marcada pela chuva na reta final e uma corrida de recuperação após uma largada abaixo do esperado.

Na largada, Tomasoni não conseguiu se posicionar bem e acabou levando o bote de Urubatan, que assumiu a ponta. Urubatan chegou a abrir diferença em um primeiro momento, mas logo Marcelo voltou a encostar, buscando retomar a primeira posição. 

Leia também:

Com 16 minutos para o fim, Tomasoni conseguiu a manobra para voltar à ponta, mas viu Cristian Mohr se tornar seu novo rival pela vitória, conseguindo descolar apenas nos minutos finais para garantir seu primeiro triunfo na Porsche. Em entrevista ao Motorsport.com, o piloto do #5 fez um balanço de seu sábado.

"O sábado que eu vou dormir gostoso. Foi cheio de adrenalina. A classificação aconteceu metade com pista seca, metade sem saber se estava molhado ou não, se tinha que arriscar um pouco mais em uma freada ou não. Acabou dando certo". 

"Na largada, o Urubatan saiu muito bem, não me deixou espaço mesmo largando por fora. Naquele momento eu pensei que o certo era segurar, porque era o começo da temporada. Eu sabia que o carro estava equilibrado, porque eu tinha feito uma sessão boa na sexta-feira. O negócio foi baixar a pressão".

"Eu consegui passar ele e o Mohr também pressionou. Tive calma e tranquilidade, com o carro rendendo. No final da corrida, deu pra dar uma acalmada e comemorar. É gratificante trabalhar e ver o resultado aparecer".

Mesmo após conseguir abrir uma diferença para os rivais, Tomasoni afirmou que não teve como baixar o rendimento do carro, devido a uma característica básica do 991.2.

"Esse carro, se você baixa o rendimento dele, você passa a depender mais de uma freada forte para entrar na curva. Então se você reduz, ele fica difícil de guiar, então não dá pra relaxar. Você precisa manter o ritmo forte até o fim, até pra não desconcentrar".

No domingo, Tomasoni terá que largar da oitava posição, devido ao sorteio da inversão do grid, realizado logo após o pódio. E sua estratégia será um misto de cautela com uma performance mais agressivsa.

"O negócio é ter cautela na largada. Pelo menos até o S do Senna. Ano passado perdi o título por conta de algumas batidas que tive, então eu venho um pouco mais cauteloso. Largar em oitavo vai ser complicado, mas depois se tivermos um ritmo forte vou atacar o pelotão".

Drive To Survive: erros e acertos da 5ª temporada da série da F1. Cadê Interlagos e Vettel?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: Ferrari renovada, Mercedes melhor e Red Bull bem? Que F1 teremos em 2023?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior Porsche Cup: Taurisiano fica com a pole inaugural da classe Sprint Trophy
Próximo artigo Müller abre temporada da Porsche Cup Brasil com segundo lugar em Interlagos
Assinar