Campeão, Fraga diz: “seria injusto se a gente perdesse”

Após conquistar primeiro título na Stock Car, Felipe Fraga afirma que conquista foi justa e premiou trabalho da Cimed Racing

Campeão, Fraga diz: “seria injusto se a gente perdesse”
Carregar reprodutor de áudio

Foi com uma pitada de emoção, mas Felipe Fraga confirmou o favoritismo e, ao terminar em décimo lugar a etapa de Interlagos, realizada neste domingo (11), sagrou-se campeão da temporada 2016 da Stock Car.

Após a conquista, Fraga conversou com a imprensa e  revelou que o momento em que a chuva caiu sobre Interlagos acrescentou um pouco de tensão à disputa com Rubens Barrichello.

“Foi uma corrida muito boa do início ao fim. No começo, eu estava muito tranquilo, o carro estava perfeito e eu administrava a liderança, vendo Barrichello em quinto. Depois, a chuva gerou um certo desconforto, mas tudo ficou tranquilo no fim e conseguimos conquistar o campeonato”, disse o piloto da Cimed Racing, que destacou a troca de pneus foi o momento que deixou mais dúvidas, mas que o engenheiro o acalmou na sequência.

“No pit eu errei, acabei quase passando por cima dos mecânicos. Voltei em décimo e sabia que o Valdeno estava atrás, mas longe. E sabia também que Barrichello estava a sete segundos do lider, então seria difícil para ele vencer", afirmou.

“Eu fiquei um pouco preocupado, porque na primeira vez que perguntei ao meu engenheiro a posição do Barrichello, ele me disse que o Rubinho era quinto. Depois terceiro, segundo e eu seguia em décimo. Mas ele me tranquilizou e disse que eu poderia perder mais duas posições e tem mais de quinze segundos de vantagem."

“Depois disso, tirei o pé e deixei Valdeno passar. Nosso carro estava muito bom, foi tudo perfeito, embora eu tenha ficado um pouco preocupado, pois nunca se sabe o que pode acontecer. Com a pista seca, o desgaste do pneu de chuva aumentou bastante. Mas quem estava atrás vivia a mesma condição, então eu sabia que ninguém chegaria.”

“Dentro do carro, achava que deveria ter ficado mais e entrado junto com o Barrichello. Ao mesmo tempo, não precisávamos arriscar. Acho que fizemos a estratégia correta, a maioria parou naquela hora. Uma pena que a chuva não tenha continuado”, ponderou, ressaltando que, para ele, o título foi merecido pelo trabalho de toda a equipe.

"Conseguimos terminar em uma posição em que seríamos campeões mesmo se ele tivesse vencido. Foi mais do que merecido, acho que seria injusto se a gente perdesse, a equipe fez um ótimo trabalho – chegamos aqui com 37 pontos de vantagem – e está de parabéns”, observou.

Fraga revelou ainda que não pensava em nada durante a última volta e explicou a emoção após cruzar a linha de chegada e confirmar o título. "Não passou nada (na última volta), para ser sincero. Eu nem sabia o que estava acontecendo, a corrida passou muito rápido. Fiquei muito emocionado no fim, pois eu e minha família trabalhamos bastante para estar em uma equipe boa na Stock Car, sofremos bastante.”

Questionado como se sentia após o título, Fraga respondeu: “Não sei, a ficha não caiu ainda. Parece que foi só mais uma corrida. Mas acho que a conquista ter sido em cima de um cara como o Rubinho deu um brilho maior para o meu campeonato. Ano que vem estamos de volta para tentar mais um”, completou.

compartilhar
comentários
Mesmo vice, Barrichello comemora: “foi como Hockenheim 2000”
Artigo anterior

Mesmo vice, Barrichello comemora: “foi como Hockenheim 2000”

Próximo artigo

Vencedor em último ato da Red Bull, Serra vibra: "excelente"

Vencedor em último ato da Red Bull, Serra vibra: "excelente"