Stock Car Brasil
23 abr
Próximo evento em
12 dias
R
14 mai
Próximo evento em
33 dias
18 jun
Próximo evento em
68 dias
09 jul
Próximo evento em
89 dias
13 ago
Próximo evento em
124 dias
R
Santa Cruz do Sul
17 set
Próximo evento em
159 dias
R
22 out
Próximo evento em
194 dias
R
Goiânia II
19 nov
Próximo evento em
222 dias
R
10 dez
Próximo evento em
243 dias

CBA culpa equipe de Cacá por confusão de bandeirada

Segundo entidade, falha de comunicação entre equipe e piloto fez com que pentacampeão da Stock Car deixasse de dar uma volta na segunda bateria da etapa de Cascavel

CBA culpa equipe de Cacá por confusão de bandeirada
Cacá Bueno recebe bandeirada antes dos vencedores em Cascavel
Cacá Bueno em Cascavel
Cacá Bueno
Cacá Bueno
Cacá Bueno em Cascavel
Cacá Bueno sai dos pits
Cacá Bueno e Ricardo Sperafico
Cacá Bueno e Daniel Serra
Cacá Bueno

Bandeiradas e Cacá Bueno geraram nova polêmica neste domingo, na etapa de Cascavel da Stock Car. Ao abrir a última volta da segunda bateria, o piloto da Red Bull estava atrás de Thiago Camilo, que liderava a competição.

Com a pane seca do tricampeão da Corrida do Milhão, Cacá deixava de estar uma volta atrás em relação ao líder, já que Allam Khodair estava atrás do carro #0. Ao cruzar a linha de chegada, ele recebeu a quadriculada junto com os pilotos que brigavam pela vitória. Juntamente com o sinal que indicava o fim da prova, havia também um fiscal dando a bandeira azul ao piloto carioca.

Segundo Cacá, como a quadriculada é soberana, ele não completou a volta e foi direto para os boxes. Ao saber que havia ficado oficialmente uma volta atrás e perdido a 11° posição e caído para a 13° - perdendo assim dois pontos - ele tentou voltar à pista, mas não pôde, pelo fato dos boxes estarem fechados.

Consultado pelo Motorsport.com Brasil, Waldner Bernardo (Dadai), presidente da Comissão Nacional de Velocidade da CBA, explicou o ocorrido no apagar das luzes de Cascavel.

"Devido à proximidade dos líderes com o Cacá, as bandeiras foram mostradas quase de forma simultânea", disse Dadai.

O dirigente confirma que a bandeira quadriculada não foi dada a Cacá e citou outro piloto que completou a volta normalmente.

"A quadriculada foi para o líder, tanto é que o Ricardo Zonta, que vinha junto ao Cacá, completou a prova normalmente."

E atribuiu a função de informar o piloto sobre o dever de se fazer a última volta ao time.

"As equipes tem rádio, tem a informação na cronometragem e devem orientar seus pilotos numa situação como essa."

Em relação ao possível retorno de Cacá à pista, Dadai explica que assim que a bandeira quadriculada é agitada, os boxes são fechados simultaneamente e que isso "acontece em todas as categorias."

Nova punição?

Como a reclamação foi acintosa e mostrada ao vivo pelo Sportv, emissora que transmitia a prova ao vivo e Cacá tem o histórico da punição sofrida ano passado por falar da CBA via rádio, o dirigente esclarece que as consequências do ocorrido no último domingo serão diferentes.

"A reclamação, quando feita de forma legitima, dentro do que prevê o CDA, Código Desportivo do Automobilismo, é um direito do piloto, o que não é legitimo é o desrespeito."

Mesmo com a reclamação do piloto, a CBA não considera rever o resultado da prova pelo mau entendido.

compartilhar
comentários
Guerra na Stock e voo solo na MotoGP: veja declarações

Artigo anterior

Guerra na Stock e voo solo na MotoGP: veja declarações

Próximo artigo

Delatores da Lava Jato dizem ter lavado dinheiro na Stock

Delatores da Lava Jato dizem ter lavado dinheiro na Stock
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Cascavel
Localização Autódromo Internacional de Cascavel
Pilotos Caca Bueno
Autor Erick Gabriel