Super Fórmula: Igor Fraga se diz ansioso para restabelecer carreira no "mundo real" no Japão

Estrela do Gran Turismo esports fez aparição no teste da pós-temporada pela Impul em Suzuka na semana passada

Igor Fraga, TEAM IMPUL

O brasileiro Igor Fraga teve a oportunidade de experimentar as máquinas da Super Fórmula pela primeira vez no teste de dois dias para estreantes durante a pós-temporada com a Impul.

Leia também:

A situação surgiu quando um dos pilotos regulares da equipe Toyota, Ryo Hirakawa, precisou sair mais cedo para viajar até a Itália para a cerimônia da FIA. Ele terminou em 14º no primeiro dia e em 17º no segundo dia de testes de maneira geral, em ambas as ocasiões, foi o terceiro mais rápido entre os estreantes.

Fraga terminou em terceiro lugar geral na Fórmula Regional Europa em 2019 e venceu a Toyota Racing Series em 2020, mas tornou-se igualmente conhecido por suas façanhas no esports no Gran Turismo World Series e foi nomeado o 'e-Motorsport embaixador' da Super Fórmula no início deste ano. 

Mas o piloto brasileiro, que nasceu no Japão e é fluente em japonês, agora busca retomar sua carreira atual no automobilismo após duas temporadas passadas, principalmente, nos bastidores em meio à pandemia do COVID-19.

“Tem sido um desafio, é claro, ficar sem carros por dois anos”, disse Fraga ao Motorsport.com. “Eu pilotei um dia e meio em Okayama na Super Fórmula Lights no mês passado e depois imediatamente na Super Fórmula.

"Tenho me preparado o máximo que posso, mas não sinto essa quantidade de força G, e depois pular em um dos carros mais rápidos do mundo, é bastante desafiador. Acho que estou conseguindo muito bem até agora, lentamente ficando no ritmo."

A temporada mais recente de Fraga nas corridas de carros do mundo real ocorreu em 2020, quando ele competiu pela equipe Charouz na Fórmula 3 da FIA, mas conseguiu apenas um ponto e foi dispensado pela equipe júnior da Red Bull após uma temporada.

 

Ele então não conseguiu encontrar uma vaga em 2021 e também foi forçado a passar a temporada de 2022 afastado.

“Basicamente por causa do COVID, muitas coisas aconteceram”, explicou Fraga. “Não pude correr em 2021 e o problema é que, quando você sai da Europa, é muito difícil voltar. Há uma longa fila de pilotos e há pressa para conseguir os melhores lugares.

"Achamos que era melhor vir ao Japão e tentar uma nova oportunidade, mas então as fronteiras do país também estavam fechadas e eu não conseguia entrar. Portanto, muitas coisas simplesmente não se juntaram. Mas [correr no] mundo real tem sido meu sonho desde que eu era criança. É ótimo estar de volta ao carro real e espero poder provar meu valor aqui novamente."

Fraga também participou do primeiro dia de testes da Super Fórmula Lights em Suzuka, pela equipe B-Max Racing, terminando em sexto lugar geral, time com o qual também participou do teste de Okayama do mês passado.

O piloto de 24 anos esclareceu que garantir uma vaga para fazer uma temporada completa na B-Max é sua principal meta para 2023.

"É o que estamos tentando fazer, mas ainda é um pouco difícil", disse ele. "Ainda não confirmei nada para o próximo ano, mas estamos trabalhando muito para fazer uma temporada completa."

 

Veja teaser da série documental sobre Bernie Ecclestone

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast: bi da Stock Car redefine tamanho de Barrichello?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior Sette Câmara fala sobre estreia na Super Fórmula e dificuldades por desfalques na equipe por Covid-19
Assinar