Fórmula 1
R
GP de 70º aniversário
07 ago
Próximo evento em
2 dias
Fórmula E
R
Berlin E-Prix I
05 ago
Próximo evento em
03 Horas
:
59 Minutos
:
05 Segundos
IndyCar
17 jul
Evento encerrado
NASCAR Cup
02 ago
Evento encerrado
R
Michigan II
07 ago
Postponed
Stock Car Brasil
24 jul
Evento encerrado
R
Interlagos - Corrida do Milhão
21 ago
Próximo evento em
16 dias
MotoGP

Igor Fraga revela que convite para Red Bull surgiu em locadora de automóveis

compartilhar
comentários
Igor Fraga revela que convite para Red Bull surgiu em locadora de automóveis
Por:
18 de mar de 2020 11:52

Mais novo representante do programa de jovens pilotos da Red Bull falou sobre convite feito pelo próprio consultor da equipe e se haverá alguma meta para se manter nos próximos anos

O ano de Igor Fraga está saindo melhor que o planejado. O brasileiro foi o grande campeão da temporada 2020 da Toyota Racing Series na Nova Zelândia, em fevereiro e, logo depois, foi anunciado como o mais novo integrante do Red Bull Junior Team, um dos programas mais desejados entre os iniciantes do esporte.

Falando com exclusividade ao Motorsport.com, Fraga comentou sobre o sentimento quanto à novidade e explicou como surgiu o convite da Red Bull, em uma ocasião inusitada na República Tcheca, país de sua equipe na FIA F3, a Charouz Racing System.

Leia também:

“Estou muito feliz em poder fazer parte do Red Bull Junior Team e, para mim, é uma conquista muito grande, após todos esses anos de trabalho duro”, disse Fraga. “Venho me entregando ao automobilismo desde pequeno, sei que ainda tem muito chão pela frente, mas querendo ou não, venho me aproximando da realização de um sonho, tenho uma motivação adicional e vou continuar me empenhando ao máximo.”

“Retornando da Nova Zelândia, tínhamos acabado de chegar à República Tcheca, estávamos pegando um carro na locadora, e recebi um telefonema do Dr. [Helmut] Marko, me dando os parabéns pela temporada da Toyota Racing Series. Ele não deu muitos detalhes, mas foi agendada uma reunião na Áustria, tivemos que dar um pulo lá naquele fim de semana, conseguimos acertar tudo e assim foi minha entrada na Red Bull.”

O programa de jovens pilotos da Red Bull é um dos mais desejados, mas é um dos mais duros envolvendo as equipes que estão na F1. Grandes nomes já foram dispensados, mas conseguiram fazer sucesso em outros ares. Fraga também falou se foi colocada uma meta de resultados para a continuidade no programa.

“Não há uma meta. Quando a Red Bull me contatou, a equipe, patrocinadores e eu já tínhamos tudo definido para esse ano, mas será feita uma avaliação da Red Bull.”

“A equipe em que vou competir na F3, a Charouz Racing System, está na posição de desafiar os times grandes dentro da categoria. Creio que a motivação deles é alta em querer superar esses desafios. Isso é positivo, e da minha parte, vou me empenhar ao máximo para conquistar esses objetivos, além de somar grandes resultados durante a temporada.”

Fraga lamentou não poder entrar na pista no Bahrein, quando a F3 começaria sua temporada, adiada por causa da pandemia do coronavírus. Quanto à categoria em que vai competir esse ano, ele falou sobre a principal novidade que terá que encarar, após os testes no próprio local: os pneus.

“O teste da F3 no Bahrein foi de grande aprendizado. O composto da Pirelli é bem diferente, o desgaste é bastante acentuado. Ele piora bastante de uma volta para outra, você tem que mudar seu estilo de pilotagem para tentar poupar ao máximo sem ficar lento na pista. Para virar uma volta rápida, você tem apenas uma chance, é muito diferente de tudo que já experimentei no passado.”

GALERIA: Relembre todos os pilotos de Red Bull e Toro Rosso na F1

Galeria
Lista

Pierre Gasly estreou na Red Bull em 2019, após boa temporada com a Toro Rosso.

Pierre Gasly estreou na Red Bull em 2019, após boa temporada com a Toro Rosso.
1/27

Foto de: Sutton Motorsport Images

Campeão da GP2 em 2016, o francês ficou a meio ponto de conquistar a Super Fórmula em 2017. Naquele ano, estreou pela Toro Rosso, substituindo Daniil Kvyat no GP da Malásia.

Campeão da GP2 em 2016, o francês ficou a meio ponto de conquistar a Super Fórmula em 2017. Naquele ano, estreou pela Toro Rosso, substituindo Daniil Kvyat no GP da Malásia.
2/27

Depois de um bom 2018 com a Toro Rosso, Gasly foi promovido. Entretanto, o francês não convenceu na Red Bull e foi rebaixado para dar lugar a Alexander Albon a partir do GP da Bélgica. A troca é a última de uma histórica dança das cadeiras entre equipe principal e júnior na F1.

Depois de um bom 2018 com a Toro Rosso, Gasly foi promovido. Entretanto, o francês não convenceu na Red Bull e foi rebaixado para dar lugar a Alexander Albon a partir do GP da Bélgica. A troca é a última de uma histórica dança das cadeiras entre equipe principal e júnior na F1.
3/27

Foto de: XPB Images

A primeira 'troca' do grupo aconteceu antes mesmo da criação da Toro Rosso. Foi em 2005, na primeira temporada da Red Bull. Companheiro do escocês David Coulthard, o austríaco Christian Klien foi substituído pelo italiano Vitantonio Liuzzi em quatro GPs na metade do ano.

A primeira 'troca' do grupo aconteceu antes mesmo da criação da Toro Rosso. Foi em 2005, na primeira temporada da Red Bull. Companheiro do escocês David Coulthard, o austríaco Christian Klien foi substituído pelo italiano Vitantonio Liuzzi em quatro GPs na metade do ano.
4/27

Foto de: Red Bull Racing

Em 2006, na primeira temporada da Toro Rosso na F1, Liuzzi fez dupla com o norte-americano Scott Speed (direita). Na Red Bull, Coulthard seguiu tendo Klien como parceiro, mas o austríaco foi substituído pelo holandês Robert Doornbos a quatro provas do fim do ano.

Em 2006, na primeira temporada da Toro Rosso na F1, Liuzzi fez dupla com o norte-americano Scott Speed (direita). Na Red Bull, Coulthard seguiu tendo Klien como parceiro, mas o austríaco foi substituído pelo holandês Robert Doornbos a quatro provas do fim do ano.
5/27

Foto de: XPB Images

No ano seguinte, o australiano Mark Webber foi contratado para correr ao lado de Coulthard na Red Bull.

No ano seguinte, o australiano Mark Webber foi contratado para correr ao lado de Coulthard na Red Bull.
6/27

Foto de: XPB Images

2007 foi um ano cheio de mudanças na Toro Rosso. Speed deixou a equipe depois de um ano e meio, após discutir com o chefe da escuderia, Franz Tost, no GP da Europa.

2007 foi um ano cheio de mudanças na Toro Rosso. Speed deixou a equipe depois de um ano e meio, após discutir com o chefe da escuderia, Franz Tost, no GP da Europa.
7/27

Foto de: XPB Images

Com a saída de Speed, um jovem chamado Sebastian Vettel assumiu a vaga. A então promessa alemã havia estreado pontuando com a BMW nos Estados Unidos. Vettel disputou as últimas sete corridas de 2007 com a STR, chegando em quarto na China, enquanto Liuzzi foi o sexto.

Com a saída de Speed, um jovem chamado Sebastian Vettel assumiu a vaga. A então promessa alemã havia estreado pontuando com a BMW nos Estados Unidos. Vettel disputou as últimas sete corridas de 2007 com a STR, chegando em quarto na China, enquanto Liuzzi foi o sexto.
8/27

Foto de: XPB Images

Na temporada seguinte, Coulthard e Webber seguiram como pilotos titulares da Red Bull.

Na temporada seguinte, Coulthard e Webber seguiram como pilotos titulares da Red Bull.
9/27

Foto de: XPB Images

Liuzzi deu lugar ao francês Sebastien Bourdais na Toro Rosso em 2008. Já Vettel conquistou sua primeira vitória, e a única da equipe, ao triunfar no GP da Itália.

Liuzzi deu lugar ao francês Sebastien Bourdais na Toro Rosso em 2008. Já Vettel conquistou sua primeira vitória, e a única da equipe, ao triunfar no GP da Itália.
10/27

Foto de: XPB Images

Em 2009, Coulthard se aposentou e Vettel foi promovido.

Em 2009, Coulthard se aposentou e Vettel foi promovido.
11/27

Foto de: James Moy

Quem assumiu a vaga do alemão na Toro Rosso foi o suíço Sebastien Buemi, novo companheiro de Bourdais.

Quem assumiu a vaga do alemão na Toro Rosso foi o suíço Sebastien Buemi, novo companheiro de Bourdais.
12/27

Foto de: XPB Images

O francês, porém, não rendeu como o esperado e acabou substituído no meio da temporada. Quem assumiu foi o espanhol Jaime Alguersuari.

O francês, porém, não rendeu como o esperado e acabou substituído no meio da temporada. Quem assumiu foi o espanhol Jaime Alguersuari.
13/27

Foto de: XPB Images

Alguersuari e Buemi foram companheiros por duas temporadas e meia, entre os anos de 2009 e 2011.

Alguersuari e Buemi foram companheiros por duas temporadas e meia, entre os anos de 2009 e 2011.
14/27

Foto de: XPB Images

Para 2012, entretanto, a Toro Rosso dispensou a dupla. Os substitutos foram Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Buemi seguiu como piloto de testes na Red Bull e mais tarde rumaria para a Fórmula E, na qual tem um título. Alguersuari largou o automobilismo e hoje se dedica à carreira de DJ.

Para 2012, entretanto, a Toro Rosso dispensou a dupla. Os substitutos foram Daniel Ricciardo e Jean-Eric Vergne. Buemi seguiu como piloto de testes na Red Bull e mais tarde rumaria para a Fórmula E, na qual tem um título. Alguersuari largou o automobilismo e hoje se dedica à carreira de DJ.
15/27

Foto de: XPB Images

Em 2014, Webber se aposentou e foi substituído por Ricciardo na Red Bull.

Em 2014, Webber se aposentou e foi substituído por Ricciardo na Red Bull.
16/27

Foto de: XPB Images

Com isso, Kvyat assumiu o posto de piloto da Toro Rosso ao lado de Vergne.

Com isso, Kvyat assumiu o posto de piloto da Toro Rosso ao lado de Vergne.
17/27

Foto de: XPB Images

Em 2015, Vettel foi para a Ferrari e foi substituído por Kvyat. Já Vergne foi dispensado e também foi para a F-E, na qual é o atual bicampeão.

Em 2015, Vettel foi para a Ferrari e foi substituído por Kvyat. Já Vergne foi dispensado e também foi para a F-E, na qual é o atual bicampeão.
18/27

Foto de: XPB Images

Com as saídas de Kvyat e Vergne, Max Verstappen e Carlos Sainz assumiram as vagas da Toro Rosso. Eles foram companheiros durante um ano e meio.

Com as saídas de Kvyat e Vergne, Max Verstappen e Carlos Sainz assumiram as vagas da Toro Rosso. Eles foram companheiros durante um ano e meio.
19/27

Foto de: XPB Images

Em maio de 2016, Verstappen foi promovido para a Red Bull e venceu logo em sua primeira corrida, na Espanha. Kvyat, em má fase, foi rebaixado para a Toro Rosso.

Em maio de 2016, Verstappen foi promovido para a Red Bull e venceu logo em sua primeira corrida, na Espanha. Kvyat, em má fase, foi rebaixado para a Toro Rosso.
20/27

Foto de: XPB Images

Em 2017, Ricciardo e Verstappen seguiram na Red Bull. Eles foram companheiros até o fim de 2018.

Em 2017, Ricciardo e Verstappen seguiram na Red Bull. Eles foram companheiros até o fim de 2018.
21/27

Kvyat conseguiu manter sua vaga na Toro Rosso em 2017, mas foi amplamente batido por Sainz. Gasly, então, assumiu a vaga do russo. Sainz se transferiu para a Renault antes do fim do ano, sendo substituído pelo neozelandês Brendon Hartley.

Kvyat conseguiu manter sua vaga na Toro Rosso em 2017, mas foi amplamente batido por Sainz. Gasly, então, assumiu a vaga do russo. Sainz se transferiu para a Renault antes do fim do ano, sendo substituído pelo neozelandês Brendon Hartley.
22/27

Foto de: Andrew Hone / Motorsport Images

Hartley e Gasly se mantiveram na equipe em 2018. No fim do ano passado, porém, o anúncio da ida de Ricciardo para a Renault provocou novas mudanças.

Hartley e Gasly se mantiveram na equipe em 2018. No fim do ano passado, porém, o anúncio da ida de Ricciardo para a Renault provocou novas mudanças.
23/27

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

Gasly foi o escolhido para a vaga do australiano, enquanto Hartley foi dispensado e foi para a Ferrari como piloto de simulador, antes de assinar pela Dragon na F-E e correr no WEC. Em seus lugares, a Toro Rosso contratou Albon e Kvyat, que recebeu nova chance na F1.

Gasly foi o escolhido para a vaga do australiano, enquanto Hartley foi dispensado e foi para a Ferrari como piloto de simulador, antes de assinar pela Dragon na F-E e correr no WEC. Em seus lugares, a Toro Rosso contratou Albon e Kvyat, que recebeu nova chance na F1.
24/27

Foto de: Simon Galloway / Motorsport Images

Na terceira passagem pela Toro Rosso, o russo conquistou o segundo pódio da história da equipe. Ele terminou em terceiro no GP da Alemanha. Não foi o suficiente, porém, para se credenciar a um retorno para a Red Bull.

Na terceira passagem pela Toro Rosso, o russo conquistou o segundo pódio da história da equipe. Ele terminou em terceiro no GP da Alemanha. Não foi o suficiente, porém, para se credenciar a um retorno para a Red Bull.
25/27

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

A contratação de Albon pela Toro Rosso também teve suas complicações. Ele tinha acabado de assinar com a Nissan na F-E, mas voltou atrás para aceitar a proposta da STR.

A contratação de Albon pela Toro Rosso também teve suas complicações. Ele tinha acabado de assinar com a Nissan na F-E, mas voltou atrás para aceitar a proposta da STR.
26/27

Foto de: Mark Sutton / Motorsport Images

O novato tailandês tomou o posto de Gasly na Red Bull a partir do GP da Bélgica, ao passo que o francês retornou para sua ex-equipe após 12 provas fracas pelo time principal. Eles mantêm as posições em 2020.

O novato tailandês tomou o posto de Gasly na Red Bull a partir do GP da Bélgica, ao passo que o francês retornou para sua ex-equipe após 12 provas fracas pelo time principal. Eles mantêm as posições em 2020.
27/27

Foto de: Dom Romney / Motorsport Images

VÍDEO: Coronavírus também cancelou GP da Austrália de F1; veja polêmica de bastidor

Fraga falou sobre a ida para o programa da Red Bull em nosso último podcast; ouça

 

Podcast #034 - O calendário da F1 2020, o coronavírus e a Porsche Cup Brasil

Artigo anterior

Podcast #034 - O calendário da F1 2020, o coronavírus e a Porsche Cup Brasil

Próximo artigo

F2, F3 e Fórmula Regional Europeia anunciam adiamentos por coronavírus

F2, F3 e Fórmula Regional Europeia anunciam adiamentos por coronavírus
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria FIA F3
Pilotos Igor Fraga
Equipes Red Bull Racing Compre Agora , Charouz Racing System
Autor Erick Gabriel