Paris 1900: O ano em que o automobilismo fez parte das Olimpíadas

Provas na segunda edição das Olimpíadas da era Moderna contaram inclusive com um dos fundadores da Renault entre os vencedores

Paris 1900: O ano em que o automobilismo fez parte das Olimpíadas

Nesta sexta-feira (22), acompanhamos a Cerimônia de Abertura da 32ª Olimpíadas de Verão da Era Moderna, em Tóquio, no Japão. E a cada quatro anos, sempre nos deparamos com o mesmo debate, em que alguns defendem que o automobilismo não pode ser considerado um esporte devido à influência dos veículos na performance. Mas você sabia que o esporte a motor já integrou o programa olímpico em seus primórdios?

Em 1900, o mundo aguardava com expectativa a segunda edição dos Jogos Olímpicos, após Atenas-1896. Paris foi escolhida como a sede do evento, para que as Olimpíadas fossem realizadas em conjunto com a Exposição Universal, que também seria realizada na capital francesa.

Leia também:

A ideia do Barão de Coubertin era de popularizar as Olimpíadas usando a Exposição, mas a organização do evento foi veementemente contra à ideia, e os Jogos acabaram acontecendo sob muitos protestos, e com uma cobertura que, por muitas vezes, escondiam o nome real do evento, chamando-o de “Concurso Internacional de Exercícios Físicos e Esporte”, “Jogos Internacionais”, “Grande Prêmio da Exposição de Paris” e mais.

Com uma duração de mais de cinco meses, entre 14 de maio e 28 de outubro, as Olimpíadas de Paris não contaram com Cerimônias de Abertura e Encerramento, e o programa daquele ano teve 20 modalidades esportivas, como atletismo, pólo aquático, futebol e outras inusitadas como cabo de guerra e pelota basca.

Olimpíadas 1900

Olimpíadas 1900

Photo by: Reprodução

Mas nas primeiras edições das Olimpíadas, o programa não era tão fechado quanto o de hoje em dia, e era comum que houvessem programações paralelas, com categorias não-oficiais, em eventos de demonstração. E nos Jogos de 1900, o esporte a motor esteve presente, em duas e quatro rodas, ao lado de outras modalidades como salvamento de vidas, combate a incêndio e até mesmo corrida de pombos.

O automobilismo esteve presente em 14 provas feitas durante os Jogos de 1900. Doze delas foram realizadas em Paris, com provas de curta duração e duas de longa, com o trajeto Paris – Toulouse – Paris.

Enquanto o tradicional nas Olimpíadas é termos atletas competindo por si e / ou por seus países, no caso do automobilismo, as entradas tinham os nomes das montadoras. Apenas as provas Paris – Toulouse – Paris consideravam os pilotos.

Das 14 provas, três eram para carros de dois lugares, com peso abaixo de 400kg e acima de 400kg, uma para veículos de quatro lugares, outra para modelos de seis e, finalmente de sete lugares. Além destes, as outras cinco categorias chamam a atenção pela diversidade: táxi (movido a gasolina e elétrico), van de entrega (movido a gasolina e elétrico), caminhão, caminhão de pequeno porte e até mesmo caminhão de bombeiros!

Já as duas provas Paris – Toulouse – Paris tiveram categorias mais simplificadas: carros pequenos e grandes.

Por ser uma modalidade não-oficial, os registros sobre as provas são bastante escassos e, na maioria delas, não temos todas as informações sobre os vencedores, contendo no máximo a montadora e, em certos casos, nem mesmo isso.

Louis Renault com seu primeiro carro

Louis Renault com seu primeiro carro

Photo by: Reprodução

No geral, conhecemos apenas sete nomes de participantes, como do americano Gilbert Brown, medalha de ouro na prova de caminhão de bombeiros. Mas, entre estes, um se destaca: Louis Renault.

Um dos fundadores da montadora que leva seu sobrenome, Renault foi o vencedor da prova para carros pequenos da corrida Paris – Toulouse – Paris, em um pódio formado totalmente por carros de sua marca.

Mas ao longo das 14 modalidades, temos a presença de outras marcas dos primórdios do automóvel, como a Panhard-Levassor, Mors, De Dion-Bouton, Delahaye, Hurtu e mais. E, entre elas, uma outra que segue firme e forte até os dias atuais: Peugeot.

Já sobre as corridas de motovelocidade, há poucas informações disponíveis. Foram realizadas duas corridas, cada uma com uma milha de duração, e ambas foram vencidas por pilotos americanos: A. Jordan e E. Holloway.

Esta foi a única vez em que o esporte a motor esteve oficialmente presente em uma edição das Olimpíadas mas, ao longo dos anos, houve tentativas em juntá-los novamente.

Stirling Moss, Maserati 250F

Stirling Moss, Maserati 250F

Photo by: Motorsport Images

Durante os Jogos de Melbourne, em 1956, a Fórmula 1 organizou a realização do GP da Austrália durante as Olimpíadas, aproveitando um domingo sem atividades do evento. A prova contou com a participação de alguns nomes do grid da categoria e a vitória ficou com Stirling Mossa, a bordo da Maserati 250F.

Já em 1992, a organização do GP da Espanha quis aproveitar o embalo dos Jogos de Barcelona para tornar a prova em Montmeló um verdadeiro “GP Olímpico”, mas sem relação alguma com os Jogos. Na ocasião, Nigel Mansell venceu com folga, tendo Michael Schumacher e Jean Alesi completando o pódio, enquanto Ayrton Senna foi o nono colocado.

Apesar de estar longe de fazer parte do programa olímpico, o esporte a motor tem uma certa ligação com o Comitê Olímpico Internacional. Tanto a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) quanto a de Motociclismo (FIM) são reconhecidas oficialmente pelo COI e integram uma organização formada por outras modalidades que não são olímpicas, como futebol americano, boliche, bilhar, xadrez e mais.

Olympic Virtual Series Motorsport 2021

Olympic Virtual Series Motorsport 2021

Em 2021, o COI deu mais um aceno ao mundo do esporte a motor, mas em outra área: no virtual. Em maio e junho deste ano foi realizado o primeiro Olympic Virtual Series, com eventos de eSports de diversas modalidades, incluindo o automobilismo, representado pelo game Gran Turismo.

Igor Fraga foi o representante do Brasil e terminou na nona colocação na classificação geral, com a vitória ficando com o italiano Valerio Gallo.

Em busca de uma Olimpíadas para chamar de sua, a FIA fez o movimento contrário em 2019, criando o Motorsport Games, uma série de eventos de automobilismo realizados da mesma forma dos Jogos.

A primeira edição foi realizada naquele mesmo ano, usando o circuito de Vallelunga na Itália, enquanto a segunda acontecerá em outubro, em Paul Ricard, na França. Nos Jogos deste ano, será realizadas provas em 18 modalidades, que contam com GT, Fórmula 4, Rally, Kart, LMP3 e mais. Após participar apenas na F4 em 2019, a expectativa é de que os pilotos brasileiros participem em maior número neste ano.

Motorsport Games Logo

Motorsport Games Logo

Red Bull antecipa AÇÃO DRÁSTICA pós-BATIDA com Hamilton e clã Verstappen escancara REVOLTA com Wolff

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Como fica o campeonato após guerra declarada entre Verstappen e Hamilton?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Festival de Goodwood é adiado devido ao coronavírus

Artigo anterior

Festival de Goodwood é adiado devido ao coronavírus

Carregar comentários