Opinião: por que a oportunidade dos carros esportivos na WEC não pode ser perdida

compartilhar
comentários
Opinião: por que a oportunidade dos carros esportivos na WEC não pode ser perdida
Por:
3 de mar de 2019 15:45

A proposta da World Endurance Championship da FIA de hipercarros em 2020 oferece algo incrível aos fãs de carros esportivos. Mas e se as fábricas que ajudaram a se tornar realidade não se juntarem à festa?

Você não gostaria de ver um grid cheio de versões dos seguintes carros: Ferrari LaFerrari, McLaren Senna, Mercedes Project One, Aston Martin Valkyrie, Porsche 918, Lamborghini Aventador, Koenigsegg Regera, Pagani Huayra, Bugatti Chiron e o GR Super Sport da Toyota? 

E como seria ver todos esses modelos competindo na corrida mais famosa de todas, as 24 Horas de Le Mans? Interessante, não?

Aston Martin Valkyrie AMR Pro

Aston Martin Valkyrie AMR Pro

Photo by: Aston Martin

A nova regra dos hipercarros da WEC promete máquinas espetaculares que dão relevância às fabricantes, tendo um custo bem mais baixo do que as naves espaciais da LMP1. O objetivo é 20 milhões de euros para dois carros em uma temporada inteira da WEC, que é compatível com o orçamento de uma fabricante com chance de vitória em Le Mand como prêmio.

Isso pode trazer de volta os anos gloriosos dos anos 90 dos protótipos da GT1 - pense na McLaren F1, Porsche 911 GT1, Toyota GT-One, Mercedes-Benz CLK GTR e Nissan R390 GT1.

1999 #30 Nissan R390 GT1

1999 #30 Nissan R390 GT1

Photo by: ACO/DR

Do ponto de vista técnico, o trabalho de equilibrar a performance dos carros com uma variedade de motores e sistemas híbridos foi bem definida.

The Ferrari LaFerrari

The Ferrari LaFerrari

Photo by: Ferrari Media Center

A potência máxima foi definida em 508kW ou 680bhp, e de 200kW ou 268bhp para o sistema híbrido. Mudanças no motor são livres, mas as regras dizem que não são permitidas modificações no sistema híbrido de motorização.

Hypercar concepts

Hypercar concepts

Photo by: FIA WEC

Então todas as fábricas encaram isso de olhos abertos.

Para ajudar a preencher o grid, também tem que ser atrativo para uma equipe da LMP1, como ByKolles ou Rebellion.

Scuderia Cameron Glickenhaus

Scuderia Cameron Glickenhaus

Photo by: Hide Ishiura

A prova desse projeto será o quão atrativo ele será às montadoras de carros, seis delas ajudaram a fazer o processo. O regulamento técnico foi finalizado em dezembro, mas agora o fim de semana da WEC em Sebring está chegando sem a confirmação três meses depois, e três meses antes das 24 Horas de Le Mans.

Hypercar concepts

Hypercar concepts

Photo by: FIA WEC

A McLaren demonstrou interesse, mas negou que estará pronta já para 2020, enquanto Aston Martin e Ferrari, também cotadas, têm sido receosas sobre o assunto.

Até a Toyota, que dominou a LMP1, não se comprometeu.

Toyota GR Super Sport Concept

Toyota GR Super Sport Concept

Photo by: Motor1

Promotores de WEC e Le Mans criaram um campo dos sonhos. Mas as montadoras virão? A bola está com elas... 

Hypercar concepts

Hypercar concepts

Photo by: FIA WEC

Próximo artigo
Hartley: LMP1 se tornou prioridade após saída da F1

Artigo anterior

Hartley: LMP1 se tornou prioridade após saída da F1

Próximo artigo

WEC: Project 1 tenta preparar outro carro após incêndio em Sebring

WEC: Project 1 tenta preparar outro carro após incêndio em Sebring
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans , WEC
Autor Charles Bradley
Seja o primeiro a receber as últimas notícias