Extreme E: X Prix Enel X da Ilha acontece em Capo Teulada, na Sardenha

A quarta etapa da categoria de SUVs elétricos Odyssey 21 será realizada na Itália entre 23 e 24 de outubro. Além de ser um parceiro técnico no carregamento dos carros, a Enel X também é patrocinadora máster do evento italian.

Extreme E: X Prix Enel X da Ilha acontece em Capo Teulada, na Sardenha

A Sardenha será o palco da quarta etapa da temporada da Extreme E, sendo o penúltimo evento da categoria dos SUVs elétricos Odyssey 21, com data marcada entre 23 e 24 de outubro em Capo Teulada.

A localização escolhida para o X Prix de Ilha é incomum: uma área de treinamento do exército italiano no sudoeste da Sardenha. Um território caracterizado por rotas ideais para uma competição de off-road que foi viabilizada graças ao Automóvel Clube da Itália, a região da Sardenha, o Ministério da Defesa e o Exército Italiano.

Leia também:

A Extreme E chega à Itália, sede da Enel X, sua parceira oficial e fornecedora e soluções de carregamento rápido do Odyssey 21. Os negócios globais da Enel também são os patrocinadores máster da etapa italiana que, para esta ocasião, será chamado de X Prix Enel X da Ilha. Obviamente há diferentes razões para que Alejandro Agag, criador da Fórmula E e promotor da Extreme E, tenha escolhido este local.

"A Extreme E foi criada para trazer conscientização sobre os problemas das mudanças climáticas, mostrando a perfomance e vantagens de veículos de baixa emissão de carbono", disse. "A crise não afeta apenas locais remotos. Se torna cada vez mais evidente em todos os lugares, como a América do Norte e a Europa, com aumento de temperatura, ondas de calor e incêndios".

L'Extreme E corre in Sardegna il 23 e 24 ottobre

L'Extreme E corre in Sardegna il 23 e 24 ottobre

Photo by: Enel X

O piloto alemão Timo Scheider e Tiziano Siviero, ex-companheiro de Miki Biasion com o qual conquistou dois títulos no Mundial de Rally, montou a rota do desafio em Teulada. Ao longo do percurso de sete quilômetros, as equipes terão que superar a dureza de um terreno muito duro, composto de pedras, arbustos e leitos de rio secos pelo calor. Em resumo, uma área muito diferente das etapas anteriores. Os pilotos terão a oportunidade de escolher trajetórias diferentes, não sendo obrigados a seguir uma única.

A Sardenha é o palco mais recente da categoria após sua estreia no deserto saudita em abril, seguido de eventos no Senegal e na Groelândia, todos locais fortemente afetados pelas mudanças climáticas.

A floresta tropical, o deserto e as pedras da Sardenha foram escolhidas para promover um novo modo de corrida, caracterizado pelas novas tecnologias, compatíveis com comportamento responsável e consumo sustentável.

A Extreme E é um campeonato off-road de SUV elétricos para pilotos corajosos que se desafiam em terrenos pouco convencionais, vivenciando novas formas de interpretar o esporte a motor. Não apenas o campeonato demonstra a adaptabilidade de carros elétricos em percorrer terrenos difíceis, mas também promove igualdade de gênero: em cada carros, as duplas, que se alternam no volante, são formadas por um homem e uma mulher.

O formato também é incomum: não há grids de largada em grupo ou estágios especiais com um Odyssey 21 correndo por vez. Cada etapa é feita ao longo de dois dias: o primeiro inclui duas corridas classificatórias, seguidas de duas semifinais e a final no dia seguinte.

Os pontos são distribuídos de acordo com os tempos de classificação obtidos por ambos os pilotos e suas posições na semifinal e final. O campeonato é projetado para demonstrar que a tecnologia pode correr lado a lado com desenvolvimento sustentável.

Após uma experiência como parceiro oficial da Fórmula E e MotoE, e como fornecedor oficial do ETCR, o papel da Enel X é estratégico na Extreme E, porque garante o carregamento elétrico graças a suas estações JuicePump 40 Race Edition, instaladas nas localizações mais exóticas com condições climáticas extremas.

O comprometimento da Enel X no esporte a motor prova que inovação tecnológica pode trabalhar como ferramenta para criar as fundações de um novo modelo de desenvolvimento, baseado em eletrificação, sustentabilidade e descarbonização.

A Extreme E engloba em seu campeonato os valores que devem nos guiar a um mundo de emissão zero. Entusiastas que querem descobrir esse novo modo de interpretar as corridas são mais do que bem-vindos a Capo Teulada. E aqueles que não poderão viajar podem acompanhar a ação na Sardenha nos canais Globo e na ESPN. Entretenimento e sustentabilidade. Juntos por um futuro melhor.

F1: Entenda como CALENDÁRIO de 2022 se tornou o mais INSANO e DESAFIADOR para equipes e pilotos

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #138 – Red Bull não sabe o que fazer contra Mercedes após GP da Turquia?

 

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Definição de futuro ajudou Bottas a melhorar desempenho em 2021
Artigo anterior

F1: Definição de futuro ajudou Bottas a melhorar desempenho em 2021

Próximo artigo

F1 - Wolff não se importaria com derrota para Red Bull, pois Mercedes 'não deve nada'

F1 - Wolff não se importaria com derrota para Red Bull, pois Mercedes 'não deve nada'
Carregar comentários