McLaren confirma entrada na Extreme E a partir de 2022

Marca britânica é a terceira montadora envolvida com a categoria e será a décima equipe do grid, com máximo previsto para 12

McLaren confirma entrada na Extreme E a partir de 2022

A McLaren Racing confirmou nesta sexta (11) que integrará o grid da Extreme E, categoria off road com carros elétricos dos mesmos criadores da Fórmula E, a partir da segunda temporada, em 2022.

Classificado pelo cofundador do campeonato, Alejandro Agag, como "provavelmente a maior notícia na curva história da Extreme E", a McLaren se junta à Cupra e a GMC como a terceira montadora envolvida, enquanto a Lotus Engineering possui uma parceria técnica com a JBXE, equipe de Jenson Button.

Leia também:

A decisão pela entrada vem após uma "avaliação detalhada da categoria" realizada pela McLaren, assim como o processo em andamento para determinar se a marca entrará no grid da Fórmula E na temporada 2022-23, com a chegada do Gen3.

Enquanto o CEO da McLaren, Zak Brown, falou à veículos de imprensa selecionados, incluindo o Motorsport.com, que ainda não tomou uma decisão sobre potenciais entradas na Fórmula E ou no programa de hipercarros do Campeonato Mundial de Endurance, ele acreditava que a vaga na XE seria "preenchida rapidamente" e que a McLaren Racing "não tinha o luxo de aguardar seis meses".

A Extreme E cumpriu os "critérios estratégicos, econômicos e operacionais" da McLaren Racing para entrar em um campeonato que permitirá à marca atingir "novos fãs e parceiros".

A equipe da XE usará pessoal já existente de fora do programa da F1 além de "recursos especializados", com a McLaren buscando melhorar sua própria "agenda de sustentabilidade e diversidade".

A notícia vem apesar da divisão de carros de rua da McLaren e seu CEO, Mike Flewitt, afirmar ao TopGear.com que "um SUV apenas diluiria a marca McLaren".

Brown disse: "Do momento que a Extreme E foi anunciada, vínhamos acompanhando de perto o progresso da categoria".

"Nossa atenção foi atraída imediatamente para o formato inovador dessa plataforma de automobilismo, em particular a habilidade que nos dá de acelerar e melhorar nossa própria agenda de sustentabilidade, que compartilha das mesmas prioridades de neutralizar as emissões de carbono, reduzir desperdício, diversidade e igualdade".

Senegal Extreme E 2021

Senegal Extreme E 2021

Photo by: Andrew Ferraro / Motorsport Images

"Enquanto a Fórmula 1 seguirá como o centro de nosso mundo, assim como a Indy e o eSport, nossa entrada na Extreme E é uma adição à franquia da McLaren Racing que irá complementar e ajudar todos nossos programas".

"Vamos competir contra grandes nomes que nos são familiares da F1 e da Indy [Jenson Button, Lewis Hamilton, Nico Rosberg, Chip Ganassi] mas, assim como todos os lugares em que competimos, nosso objetivo é claro: vencer".

Atualmente, Brown tem uma presença na XE com a equipe United Autosports, que ele é um dos donos. A entrada tem uma parceria com o ex-piloto da McLaren na F1, Michael Andretti, na Andretti Autosport.

Porém, Brown esclareceu que seu papel na Andretti United se limita a um "sócio silencioso" e que ele deixará "eles fazendo o que já fazem", porque seu foco está 100% na McLaren.

Agag acrescentou: "Ter a McLaren a bordo, uma marca que simboliza o nível mais alto de competições e inovações, é uma grande validação do que entregamos em apenas duas corridas da primeira temporada e o impacto real criado no automobilismo".

Agag mantém o teto de participações no campeonato em 12 equipes, devido a limitações de espaço no RMS St. Helena, navio responsável pelo transporte das cargas a cada palco.

A divisão de ciências aplicadas da McLaren seria a fornecedora do sistema de baterias para a Extreme E até 2019, quando a Williams assumiu a função, tanto para a XE quanto para o Gen3 da Fórmula E.

Hamilton INFALÍVEL? Relembre cinco ERROS e BARBEIRAGENS do heptacampeão na F1

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #110 - Erro de Hamilton mostra um campeão sob pressão?

 

 

compartilhar
comentários
F1: Mazepin esclarece rumores sobre serviço militar na Rússia
Artigo anterior

F1: Mazepin esclarece rumores sobre serviço militar na Rússia

Próximo artigo

F1: Wolff diz que “dois fins de semana muito ruins” não farão Mercedes mudar planos de 2022

F1: Wolff diz que “dois fins de semana muito ruins” não farão Mercedes mudar planos de 2022
Carregar comentários