Abiteboul: chefões 'de fora' da F1 devem discutir volta da parceria Red Bull/Renault

compartilhar
comentários
Abiteboul: chefões 'de fora' da F1 devem discutir volta da parceria Red Bull/Renault
Por:

Comandante de equipe amarela sabe que má relação com chefes do time de energéticos pode impactar reunião

Chefe de equipe da Renault na Fórmula 1, Cyril Abiteboul afirmou que as conversas para que a montadora francesa volte a fornecer motores para a Red Bull devem ocorrer no mais alto nível entre os comandantes das duas empresas.

Abiteboul reconheceu que a questão pode ser decidida pelo novo CEO da Renault, Luca de Meo, e pelo chefe da empresa austríaca de bebidas, Dietrich Mateschitz, em vez de por seus respectivos representantes no paddock da F1.

O editor recomenda:

A relação tensa entre Abiteboul e os chefes da Red Bull, Christian Horner e Helmut Marko, é vista como um potencial obstáculo para uma possível reunião entre as duas empresas, que trabalharam juntas até 2018.

A Renault continua sendo uma opção forte, a menos que a Red Bull encontre uma maneira de manter o uso da tecnologia Honda, que inevitavelmente será uma rota mais cara para o time austríaco.

Neste sentido, os regulamentos da FIA poderão obrigar a Renault a fornecer unidades de potência para Red Bull e AlphaTauri a partir de 2022, caso as equipes ainda não tenham fechado um acordo.

Curiosamente, antes do GP de Eifel, Horner e Marko foram vistos conversando com Abiteboul. Os dirigentes também foram flagrados conversando com Mattia Binotto, chefe da equipe Ferrari, e Ola Kallenius, CEO da Daimler, empresa controladora da Mercedes. De Meo também esteve presente em Nurburgring e foi filmado com Horner, Marko e Abiteboul no motorhome Red Bull na manhã de domingo.

“Helmut sempre foi meu contato para essas discussões”, disse Abiteboul quando questionado pelo Motorsport.com. “Espero que continuasse assim. Mas Dietrich Mateschitz conhece Luca de Meo. Então, talvez haja alguma discussão entre eles.”

“Mas não existe tal discussão neste momento. Acho que primeiro a Red Bull está assimilando o anúncio da Honda, que pode ou não ter sido novidade para algumas pessoas na equipe, o que não está claro para mim.”

“Mas, de qualquer forma, acho que eles ainda estão tentando fazer um balanço e entender as opções. E quando chegar a hora, acho que eles vão ver o que os regulamentos permitem que eles façam.”

Abiteboul diz que não há pressa para discutir um acordo, já que as regras sobre fornecimento de motores não entrarão em vigor até o início do próximo ano: “Como eu disse em várias ocasiões, nós conhecemos o regulamento, mas também sabemos que nada ocorrerá antes de um certo tempo, não antes de meados de maio, quando poderíamos ser solicitados a fornecer um motor para qualquer equipe que não tenha um contrato em vigor para 2022.”

“Portanto, há muito tempo. Deus sabe o que pode acontecer. E vamos resolver quando chegarmos lá. Obviamente, existem três fornecedores atuais remanescentes após o final de 2021”, seguiu o dirigente francês.

“É natural que entremos em discussão com essas partes. Temos um pouco de tempo do nosso lado para avaliar todas as opções. Então, inevitavelmente, haverá uma discussão sobre motores”, completou.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre F1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Hamilton 'DÁ O TROCO' em Stewart e cia e elege o momento de maior 'DRAMA' em sua carreira na F1

PODCAST Motorsport.com discute se recordes de Hamilton e Schumi são comparáveis

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

F1: Tsunoda faz banco e vai testar com AlphaTauri em Ímola; veja

Artigo anterior

F1: Tsunoda faz banco e vai testar com AlphaTauri em Ímola; veja

Próximo artigo

Sainz recorda período como piloto Red Bull: “Foi muito difícil”

Sainz recorda período como piloto Red Bull: “Foi muito difícil”
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing , Renault F1 Team
Autor Adam Cooper