ANÁLISE: Qual equipe de F1 teve maior salto na performance em 2024?

Embora ainda seja muito cedo para conclusões definitivas sobre a ordem das forças na Fórmula 1 em 2024, algumas tendências se tornaram aparentes sobre quais equipes fizeram a lição de casa melhor do que outras

Max Verstappen, Red Bull Racing RB20, Charles Leclerc, Ferrari SF-24, George Russell, Mercedes F1 W15, Sergio Perez, Red Bull Racing RB20, Carlos Sainz, Ferrari SF-24, the rest of the field at the start

Sam Bloxham / Motorsport Images

Sob regulamentos estáveis, a nova temporada da Fórmula 1 está apresentando semelhanças com o final de 2023. Atrás da Red Bull, a Ferrari parece ser a segunda mais rápida, mantendo seu ritmo de classificação, mas acrescentando um grande passo no desempenho de corrida para se distanciar do pelotão intermediário.

Após duas rodadas em circuitos diferentes, a disputa entre a Mercedes e a McLaren continua acirrada, com os pontos fortes e fracos de ambos carros exibidos na Arábia Saudita.

Leia também:

Há ainda a Aston Martin, a revelação da primeira metade de 2023 que continuou melhorando, mas não tanto quanto seus rivais mencionados anteriormente e, portanto, caiu para quinto, enquanto um abismo parece ter se aberto atrás dela.

Desempenho na classificação 2023 vs. 2024

Equipe Bahrein Arábia Saudita
Red Bull -0.6s -0.8s
Ferrari -0.85s -0.7s
Mercedes -0.8s -0.5s
McLaren -1.5s -1.2s
Aston Martin -0.8s -0.8s
Alpine -0.1s +0.3s
Williams -1.2s -1.0s
RB -1.3s -1.4s
Haas -1.0s -0.4s
Sauber -0.7s -0.3s

Em comparação com o ano passado, a Alpine é claramente a equipe que mais perdeu rendimento. Ela foi a única que conseguiu ser mais lenta em Jeddah em relação a 2023.

De outro lado, está a McLaren, que pode disputar com a RB o título de equipe que mais melhorou nos últimos 12 meses.

McLaren is one of the teams to have made the biggest improvement in the past 12 months

A McLaren é uma das equipes que mais melhoraram nos últimos 12 meses

Foto de: Andy Hone / Motorsport Images

No caso da McLaren, uma boa parte dos cerca de 1,2 a 1,3 segundos que ela encontrou veio em 2023, com atualizações importantes na Áustria e em Singapura, permitindo que a equipe fechasse o ano como a segunda mais rápida.

A RB também obteve ganhos em 2023 graças ao desenvolvimento contínuo do assoalho e a uma mudança na suspensão que a tornou uma das melhores equipes em curvas de baixa velocidade.

Mas, de acordo com os comentários de Yuki Tsunoda e Daniel Ricciardo, a equipe anglo-italiana ainda tem mais tempo para encontrar com cargas elevadas de combustível.

Em ritmo de uma volta, a Williams é a terceira equipe que mais melhorou, reforçando a crença de que os resultados virão quando ela conseguir completar finais de semana de corrida mais limpos do que Bahrein e Jeddah.

Das quatro últimas equipes do ano passado, a Sauber foi a que teve o início mais decepcionante, conseguindo um tempo de volta razoável, mas não tanto quanto seus rivais diretos, mostrando o quão brutal pode ser o jogo relativo da implacável corrida de desenvolvimento da F1.

O acerto de corrida é o verdadeiro ganho para a Ferrari, mas será que a Mercedes realmente resolveu seus problemas?

Ferrari has taken a step forward in long-run pace

A Ferrari deu um passo à frente no ritmo de longa duração

Foto de: Steven Tee / Motorsport Images

No papel, Red Bull, Ferrari, Mercedes e Aston melhoraram por uma margem semelhante no ritmo de uma volta, mas foi o desempenho de corrida da Ferrari e da Mercedes que foi particularmente problemático no ano passado e, portanto, o desempenho delas em uma distância de corrida é muito mais revelador.

A Ferrari claramente conseguiu eliminar a maior parte de seus pontos fracos em corridas, com o SF-24 mais fácil de pilotar e mais robusto em várias condições, com Carlos Sainz e Charles Leclerc conquistando lugares incontestáveis no pódio no Bahrein e em Jeddah, respectivamente.

A Mercedes também produziu um carro melhor em relação ao do ano passado, mas a pista lisa da Arábia Saudita trouxe alguns problemas alarmantes nas curvas de alta velocidade e saltos que prejudicaram a luta com a Scuderia tanto na classificação quanto na corrida.

A F1 agora é uma série de dois níveis

Alpine has fallen dramatically away from the top five squads

A Alpine se afastou drasticamente das cinco principais equipes

Foto de: Sam Bloxham / Motorsport Images

A Alpine muitas vezes definhou na terra de ninguém ao terminar 2023 em sexto lugar na tabela de classificação dos construtores, e seu consequente fracasso em uma hierarquia estável abriu ainda mais a divisão entre as cinco equipes superiores e inferiores.

Isso significa que, como diria um cínico, quem vencer Lance Stroll, da Aston, ganhará efetivamente um ponto se não houver nenhum incidente grave. Stroll terminou em 10º lugar no Bahrein, mas sua batida em Jeddah abriu a porta para uma batalha gigantesca pelo último ponto, vencida por Nico Hulkenberg, da Haas.

Parece improvável que essa perspectiva mude tão cedo. Os dados da corrida do Bahrein sugeriram que a Haas poderia batalhar com a Aston Martin, mas a última mostrou um ritmo de corrida mais forte em Jeddah para cortar essa teoria pela raiz por enquanto.

Embora a corrida em Albert Park, em Melbourne, terá um terceiro layout de pista exclusivo que trará mais respostas, muitas equipes já estão de olho na quarta etapa, no Japão, para ter uma ideia mais clara de onde realmente estão.

Suzuka não é apenas uma pista de testes ideal, com sua desafiadora variedade de curvas de alta, média e baixa velocidade, divididas por uma longa reta, mas o GP do Japão também acontece muito antes da data de setembro do ano passado. Isso significa que teremos uma visão melhor de como as equipes se desenvolveram durante o inverno, em vez de compararmos com 12 meses atrás.

"Do jeito que o calendário está este ano, acho que em quatro corridas teremos uma boa ideia. Temos o Japão, que é um circuito e tanto para medir um carro. Nesse tipo de circuito, você vai descobrir muita coisa...", alertou o veterano da Ferrari, Jock Clear.

Quem MAIS ENTENDE do carro da RBR? Em meio a RUMORES, Rico Penteado DETALHA como funciona a equipe

Confira o episódio de estreia do PÓDIO CAST, o novo videocast sobre motociclismo!

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast #273 - Quem está fazendo 'hora-extra' na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Lando Norris reclama de carros atuais da F1 e cobra mudanças
Próximo artigo GP da Austrália de F1: Horários e como assistir à etapa de Melbourne, com F2 e F3

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil