Animado, Rosberg diz: “já sabemos qual é nosso nível”

Nico Rosberg se mostrou impressionado com forma apresentada pela Mercedes na primeira bateria de testes em Barcelona; alemão também destacou esforço do time para adicionar partes novas ao pacote

Animado, Rosberg diz: “já sabemos qual é nosso nível”
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07

Apesar de a Mercedes não ter aparecido em nenhum dos quatro dias de testes em Barcelona no topo da tabela, Nico Rosberg se mostra tranquilo quanto ao potencial da Mercedes. O alemão registrou a oitava melhor marca no consolidado dos quatro dias, sendo o mais veloz com os pneus médios - à frente de Rosberg, somente marcas registradas com pneus supermacios ou ultramacios.

"Estou atento a tudo. Temos estrategistas e eles já fizeram alguns cálculos, então de certa forma já sabemos qual é nosso nível. Você gostaria de saber? Desculpe-me, não posso revelar", disse o germânico, com bom humor.

"Mas sabemos onde estamos e nossos estrategistas já têm uma ideia do nível dos demais. É fascinante acompanhar esse trabalho, temos uma boa noção da situação de momento" afirmou.

 

 

Rosberg ressaltou que, ainda que o carro tenha apresentado boa confiabilidade, a alta quilometragem revelou alguns pequenos problemas de confiabilidade, que não fizeram o time perder muito tempo parado nos boxes.

"Tem sido um ótimo começo, a confiabilidade está muito boa. O carro é veloz, gosto muito da aparência dele. Se você olhar, há muitas inovações nele - o que me deixou impressionado. É possível notar o quanto evoluímos como equipe", disse.

"Há cinco anos, éramos incapazes de tais inovações. Agora, temos todas essas novidades que estão à frente de tudo o que já foi feito. Não estou dizendo que somos os mais velozes, mas o carro tem qualidades, é possível sentir isso. Pequenos avanços são feitos o tempo todo."

Sobre os problemas enfrentados, Rosberg minimizou as dificuldades e procurou destacar o lado positivo de encontrar estas falhas durante os testes.

"Encontramos partes e peças que quebraram no carro, mas não teríamos sofrido com isso se tivéssemos andado apenas dois mil quilômetros. Então acabou sendo valioso para nós e vai nos ajudar para o início da temporada. Não foi nada que nos obrigue a abandonar uma prova, mas ainda assim são problemas que você não gostaria de ter", afirmou.

Abordagem conservadora com os pneus

A Mercedes andou com os compostos médios e uma abordagem mais conservadora em todos os dias de testes. Rosberg revelou que não vê a hora de poder buscar mais performance, o que deve acontecer na próxima bateria de testes em Barcelona, na próxima semana.

"Gosto de andar rápido e com pouco combustível, disso não há dúvida. Andar com os compostos médios e muito combustível não é tão divertido, no fim das contas. Então estou ansioso para andar com menos combustível e acelerar", completou.

compartilhar
comentários
Pirelli: sem queda abrupta de desempenho em pneus de 2016
Artigo anterior

Pirelli: sem queda abrupta de desempenho em pneus de 2016

Próximo artigo

Veja números e resultado geral do primeiro teste da F1

Veja números e resultado geral do primeiro teste da F1
Carregar comentários