"Bando de idiotas" e mais: os momentos icônicos de Steiner na F1

'Detonada' em Mick Schumacher, bronca nos técnicos da Haas e 'treta' com Magnussen -- e Grosjean -- também ficarão na história; relembre no Motorsport.com

Guenther Steiner, Team Principal, Haas F1 Team

Guenther Steiner, Team Principal, Haas F1 Team

Andy Hone / Motorsport Images

Nesta quarta-feira, foi oficializada a saída do ítalo-americano Gunther Steiner da chefia de equipe da Haas na Fórmula 1, que está com o noticiário agitado antes mesmo do começo da temporada 2024

Comandante do time na categoria máxima do automobilismo mundial desde antes da entrada da escuderia no grid, quando o grupo dos Estados Unidos ainda fortalecia seu projeto para ingressar na elite global do esporte a motor, Steiner liderou a operação da Haas desde 2014.

O editor recomenda:

O substituto de Gunther, que esteve na F1 com a Haas desde a estreia da equipe no grid em 2016, será o japonês Ayao Komatsu, que até então era o chefe de engenharia de pista da escuderia e coordenava os engenheiros do time norte-americano na categoria.

Antes de chegar à Haas em 2016, Komatsu passou por BAR e Renault/Lotus, chegando a trabalhar com o brasileiro Nelsinho Piquet na F1, e agora assume o comando em substituição a Steiner.

Gunther, porém, continuará marcado pela sua personalidade, tão apreciada pelos fãs da elite global do esporte a motor especialmente por causa de suas participações na série documental da Netflix sobre F1, Drive to Survive (DTS).

Estrela da série desde as primeiras temporadas do documentário, quando equipes de ponta como Mercedes e Ferrari não participaram de DTS, ele 'entrou nas graças' do público, especialmente o mais jovem, com suas falas polêmicas e divertidas. O Motorsport.com relembra algumas abaixo:

'Treta' com Kevin Magnussen

“Ele não está fazendo isso comigo. Ele não bate minha porta. Se ele não quiser voltar, é melhor me dizer agora. Mas ele pode se f***r, eu disse a ele. A ambos, p***a. Temos dois idiotas guiando para nós, isso não é aceitável, faremos mudanças", disse Steiner depois de Magnussen, piloto dinamarquês da Haas, bater a porta do escritório após discussão acalorada. Sobrou também para o outro então piloto, o francês Romain Grosjean, que teve problemas com Kevin e o time. Veja.

Bronca nos técnicos da Haas

“O carro não era um pedaço de merda. Então, por que desenvolvemos um carro que anda mais devagar? Descubra o problema e faça progressos para resolvê-lo, em vez de dizer 'isto é melhor'. Não é. ‘Isso é melhor’? Não é", afirmou em uma reunião com a parte técnica da equipe.

'Detonada' em Mick Schumacher

"Ele está preocupado com o superaquecimento do freio. Que merda. Ele está indo tão devagar que não precisa frear", falou Steiner sobre o ex-piloto germânico da Haas. Gunther foi um dos responsáveis pela troca do filho de Michael Schumacher por Nico Hulkenberg, veterano alemão.

De estrelas do rock a idiotas/palhaços

“Já terminamos em quarto e quinto lugar aqui, e tínhamos parecido estrelas do rock. Mas agora somos um bando de idiotas. Um bando de palhaços", disse Steiner, em uma de suas falas mais icônicas e memoráveis, após desempenho ruim da Haas em GP de 2018 comparado a 2017. Veja.

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Podcast #264 – O que Gil de Ferran deixa para o automobilismo?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Haas anuncia saída de Steiner e novo chefe de equipe; saiba
Próximo artigo F1: O que levou à saída de Gunther Steiner da Haas?

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil