Bottas reclama da Williams: “não tive permissão para atacar”

compartilhar
comentários
Bottas reclama da Williams: “não tive permissão para atacar”
Por:

Em quinto lugar, finlandês acredita que poderia ter conseguido mais se time o tivesse deixado ir para cima de Massa.

Valtteri Bottas, Williams FW37
Valtteri Bottas, Williams no grid
Valtteri Bottas, Williams FW37
Valtteri Bottas, Williams no grid
Valtteri Bottas, Williams FW37
Valtteri Bottas, Williams FW37

Com uma grande largada e após saírem da segunda fila, as Williams assumiram primeiro e terceiro lugares na primeira volta do GP da Grã-Bretanha deste domingo. Logo seguida à entrada do Safety Car nos pits, na volta 5, Valtteri Bottas passou Lewis Hamilton após o inglês cometer um erro na última sequência de curvas, tentando atacar Massa.

LEIA MAIS

Massa faz corrida espetacular, mas estratégia tira pódio certo

Após triunfo, Hamilton diz que tomou decisão de ir aos pits sozinho

Com a dobradinha da Williams, Bottas era um pouco mais rápido que Felipe, mas, após algumas investidas se aproveitando do DRS na Reta do Hangar, o piloto foi obrigado pela equipe a parar de atacar o brasileiro. Para o 77, isso lhe custou a chance de ter conseguido um resultado melhor.

"Naquele momento, acho que tinha um pouco mais de ritmo", disse Bottas.

"Eu tive uma ou duas oportunidades realmente boas de ultrapassar. Só que aí não tive mais permissão para atacar ele, então, obviamente, para mim foi um pouco decepcionante.”

"Tenho certeza que há algum pensamento por trás disso, e precisamos pensar naquilo que poderia ter sido possível conseguir hoje. Com certeza vamos ver tudo o que poderia ter sido feito melhor. Mas é difícil quando você não está autorizado a atacar e tem mais ritmo que o carro da frente."

Bottas terminou a corrida em quinto lugar, logo à frente da Red Bull de Daniil Kvyat. O russo o atacou até a última curva, após ter encontrado um rendimento melhor com os pneus intermediários na chuva. Bottas passou na linha de chegada apenas 0.761s antes de Daniil.

"Acho que o nosso problema principal hoje foi parar uma volta mais tarde para trocar os slicks pelos intermediários”, entende o finlandês.

“Com isso, perdemos muito tempo com o pneu slick. Nós definitivamente teríamos preferido uma corrida totalmente no seco. Mais uma vez nós tivemos dificuldade na chuva."

Em sexto, Kvyat elogia carro e destaca o trabalho da equipe

Artigo anterior

Em sexto, Kvyat elogia carro e destaca o trabalho da equipe

Próximo artigo

“Fiz a melhor largada da minha carreira”, exalta Nico Hulkenberg

“Fiz a melhor largada da minha carreira”, exalta Nico Hulkenberg
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Sub-evento Domingo corrida
Localização Silverstone
Pilotos Valtteri Bottas
Equipes Williams
Autor Gabriel Lima