Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Chefe da Toro Rosso nega que programa de pilotos da Red Bull esteja em crise

compartilhar
comentários
Chefe da Toro Rosso nega que programa de pilotos da Red Bull esteja em crise
Por:
Co-autor: Oleg Karpov
13 de mar de 2019 17:49

Franz Tost diz que não há sentido acreditar que programa júnior da fabricante de energéticos esteja enfrentando momento difícil

Após a contratação de Pierre Gasly para a equipe principal de Fórmula 1 da Red Bull após a saída de Daniel Ricciardo, a Toro Rosso procurou Daniil Kvyat e Alex Albon - dois pilotos que haviam sido dispensados pela Red Bull - para dirigir seus carros em 2019.

Dan Ticktum, vice-campeão europeu de Fórmula 3, é o piloto do programa da Red Bull que está mais perto de estar pronto para a F1 na lista do Red Bull Junior Team, mas não conseguiu os pontos de superlicença necessários para correr neste ano.

Leia também:

Entretanto, Franz Tost insiste que não há motivos para sugerir que o programa júnior da Red Bull, dirigido pelo conselheiro de automobilismo, Helmut Marko, não seja mais adequado para sua finalidade.

"Não, isso é um absurdo, dizer que o programa júnior da Red Bull está em crise", disse Tost ao site Motorsport.com. "Dr. Marko está fazendo um trabalho fantástico. E nós temos bons pilotos”.

"Estaria em crise se a Red Bull Racing e a Toro Rosso não tivessem pilotos da Red Bull.”

"Mas temos o Max Verstappen, que pode ganhar corridas e também campeonatos, temos Pierre Gasly também um piloto altamente qualificado, muito rápido, e temos dois pilotos fantásticos na Toro Rosso.”

"Eu acho que os pilotos da Red Bull atualmente são um dos mais experientes e rápidos em todos os tempos, todos juntos.”

"Se você olhar para trás, tivemos Sebastian Vettel e Mark Webber, mas Webber não era um piloto desenvolvido pela Red Bull ou Toro Rosso. E mais tarde tivemos uma forte formação de pilotos, com Verstappen e Ricciardo, vindo da Toro Rosso.

"Mas com as duas equipes agora, com Verstappen, Pierre Gasly, Kvyat e Albon, devo dizer que temos pilotos muito fortes. É um bom trabalho do programa de jovens pilotos".

Perguntado sobre os requisitos para que um ex-piloto afiliado à Red Bull ganhe uma segunda chance, Tost disse: "é sempre do próprio piloto. Não é o lado de fora que decide quem se torna bem-sucedido ou não, é ele mesmo. Sua performance decisiva.”

"E na Red Bull, somos honestos. Dizemos: 'olha, seu desempenho não é bom o suficiente, você está fora'. Mas você sabe, se eles se desenvolverem. Se ficarem mais maduros, se eles mostrarem que podem melhorar, eles podem voltar. Sem problemas."

A Red Bull expandiu sua lista de pilotos júnior no período de inverno, adicionando quatro novos nomes.

O vencedor de corrida da Mercedes no DTM, Lucas Auer - agora na Super Fórmula juntamente com a Ticktum em 2019 – bem como o astro da F3 Juri Vips, o campeão da Toyota Racing Series, Liam Lawson, e o campeão japonês da F4, Yuki Tsunoda.

Próximo artigo
Ricciardo será representado por agência de C. Ronaldo e Rosberg

Artigo anterior

Ricciardo será representado por agência de C. Ronaldo e Rosberg

Próximo artigo

VÍDEO: Relembre cinco momentos chocantes do GP da Austrália de Fórmula 1

VÍDEO: Relembre cinco momentos chocantes do GP da Austrália de Fórmula 1
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Toro Rosso Compre Agora
Autor Valentin Khorounzhiy