Chefes da Fórmula 1 comentam sobre possível entrada da Andretti em 2024

Para atuais equipes do grid, marca americana precisaria se provar financeiramente e, caso consiga, valorizaria o esporte

Chefes da Fórmula 1 comentam sobre possível entrada da Andretti em 2024
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, acredita que a Andretti Global precisará mostrar que tem recursos para ingressar na Fórmula 1, dizendo que uma nova equipe exigiria US$ 1 bilhão (cerca de US$ 5 bilhões) para competir no esporte. Ele foi acompanhado na opinião por outros de seus colegas de grid, que reiteraram o lado financeiro.

O grupo anunciou recentemente que está conversando com a FIA sobre uma entrada para 2024, tendo falhado em sua tentativa de comprar a Sauber/Alfa Romeo no ano passado.

Leia também:

Sob o último Pacto de Concórdia, qualquer nova equipe terá que pagar uma taxa de inscrição de US$ 200 milhões (R$ 1 bilhão), projetada como uma medida 'antidiluição' para compensar os times existentes por potencial perda de receita.

Embora Wolff tenha reconhecido o valor potencial do nome Andretti para a categoria, ele enfatizou que a nova marca também teria que atender a todos os critérios necessários exigidos pela FIA e pela organização da F1, financeiros e outros.

"Andretti é um nome forte, com certeza", disse ele. "E o mercado americano é importante, mas toda equipe que está se juntando precisa agregar valor, deve realmente agregar valor. E não é só pagar uma taxa de inscrição de US$ 200 milhões, mas também demonstrar, na minha opinião, o que pode fazer pelas outras, pela F1 e FIA. Só assim o esporte crescerá."

"Somos o auge absoluto, esta é a Liga dos Campeões ou a NFL, e redistribuir franquias não é o objetivo, não é assim que deveria ser, e também não é a intenção da chefia."

"Se houver uma marca real chegando com boas pessoas, financiamento necessário, você provavelmente precisará de mais de um bilhão [de dólares] se quiser estar neste clube desde o início."

O chefe da Red Bull, Christian Horner, concordou com Wolff que Andretti precisaria provar suas credenciais para se juntar ao grid.

"Acho ótimo que haja interesse das pessoas que desejam entrar na F1", comentou o britânico. "O nome Andretti é certamente poderoso no automobilismo. E claro, eles não são os únicos que teriam repercussão ao entrar."

Michael Andretti, Mario Andretti, and Zak Brown, Executive Director, McLaren

Michael Andretti, Mario Andretti, and Zak Brown, Executive Director, McLaren

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

"No entanto, há critérios claros no Pacto de Concórdia que precisam ser atendidos e aprovados. Tenho certeza de que eles estão envolvidos nesse processo. Esse acordo existe para proteger os dez atuais times e não para diluí-los. Então, obviamente, precisaria ser cuidadosamente analisado."

Franz Tost, da AlphaTauri, também disse que daria as boas vindas a uma nova equipe se fosse aprovada pelas autoridades.

"Agora somos dez equipes, e acho que dez realmente boas, e no final esta é uma decisão da FIA e da FOM", observou o austríaco. "Se Michael quer vir com uma nova, todos os ingredientes se juntarem e a proposta for aceita, então sim. Caso contrário, não."

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, sugeriu que, dado que existe espaço para uma expansão para 12 escuderias, seria melhor que isso acontecesse mais cedo ou mais tarde.

Uma vez que o grid atingisse o limite de 24 carros, ficaria evidente que comprar uma marca existente seria a única maneira de entrar, impactando em seus valores.

"Do nosso lado, definitivamente gostaríamos de receber a Andretti e seu nome, uma equipe americana que ajudaria a crescer ainda mais o esporte nos Estados Unidos", disse Seidl. "Acho que também abriria mais possibilidades novamente para atrair jovens pilotos."

"No final, quanto mais cedo chegarmos a 12 no grid, que é o máximo que podemos ter, acho que ajudaria a aumentar ainda mais o valor das franquias atuais, tão absolutamente abertas para isso. Adoraria competir com eles."

F1 2022: MCLAREN na frente, RED BULL com carro REAL e VERSTAPPEN líder de voltas no dia 1 na Espanha

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #163 - Rico Penteado destrincha carros de 2022 da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 se manifesta sobre GP da Rússia com tensão política entre o país e a Ucrânia
Artigo anterior

F1 se manifesta sobre GP da Rússia com tensão política entre o país e a Ucrânia

Próximo artigo

Pré-temporada F1 2022: Ricciardo lidera manhã em Barcelona; Pérez causa bandeira vermelha com Red Bull

Pré-temporada F1 2022: Ricciardo lidera manhã em Barcelona; Pérez causa bandeira vermelha com Red Bull