Dona da F1, Liberty Media possui o império esportivo mais valioso do mundo

Levantamento divulgado pela Forbes aponta os maiores conglomerados do mundo esportivo em 2023

Freight in the pit lane

Desde que a Liberty Media tomou o comando da Fórmula 1 em 2017, a categoria não parou de crescer e se expandir, especialmente no mercado norte-americano. E segundo a revista Forbes, o sucesso da F1 junto com as outras empreitadas fazem com que a Liberty detenha o título de "império esportivo mais valioso do mundo".

Uma mostra clara do sucesso da Liberty é a realização de três corridas em solo americano a partir de 2023. Mas não é somente na oferta desportiva que esse potencial todo se mostra, com o valor calculado pela Forbes pela F1: 17,1 bilhões de dólares (R$90 bilhões).

Leia também:

Bernie Ecclestone, o ex-chefão do esporte, vendeu a categoria à Liberty no final de 2016 por 4,4 bilhões de dólares (R$22,5 bilhões). Nessa época a categoria não figurava na tradicional lista da revista, que passou por uma mudança de metodologia posteriormente.

A avaliação da categoria para 2023, que inclui dívidas, vem em um momento bastante oportuno após a série de publicações do presidente da FIA, Mohammed ben Sulayem, fazendo alertas aos potenciais compradores sobre uma possível inflação no preço do campeonato.

Isso ocorreu após a divulgação de uma reportagem da Bloomberg que revelou que a Liberty Media havia recusado a venda da F1 para o Fundo de Investimento Público da Arábia Saudita por 20 bilhões de dólares (R$101 bilhões). O presidente da FIA ainda aconselhou potenciais compradores a montarem uma oferta sensata pelos direitos do campeonato, com um plano sustentável pensado.

A Liberty Media criticou publicamente as falas de Sulayem em uma carta enviada à imprensa, afirmando que as palavras do presidente iam além das competências da Federação, agravando um clima já tenso entre as entidades.

O valor do império da empresa americana continua a crescer, atingindo impressionantes US$ 7,8 bilhões em um período em que a audiência aumentou cerca de quatro por cento.

Com outros negócios, como o Atlanta Braves, da Major League Baseball, a Drone Racing League e parte das ações da equipe Meyer Shank Racing, a Forbes calcula que o valor total da Liberty Media hoje é de 20,8 bilhões de dólares (R$106 bilhões).

A segunda empresa da lista é a Kroenke Sports & Entertainment, com um valor 4,35 bilhões de dólares a menos que a Liberty. A holding americana é dona de equipes como Arsenal, time da Premier League britânica, o Denver Nuggets da NBA e o Los Angeles Rams da NFL.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #214 – Quem pode surpreender na temporada 2023 da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Red Bull e Ford vão anunciar parceria? Entenda rumor
Próximo artigo Forbes corrobora presidente da FIA e 'reduz' valor de mercado da F1

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil