Fórmula 1 GP do Canadá

F1: A história por trás da revolta de Ocon com a Alpine no GP do Canadá

Motorsport.com explica por que a equipe francesa não desfez a troca de posições na pista entre seus pilotos

Esteban Ocon, Alpine A524
Esteban Ocon criticou a Alpine após o GP do Canadá de Fórmula 1 depois de sentir que a equipe não cumpriu a promessa feita em relação à ordem de time entre ele e Pierre Gasly.
Leia também:
Ocon se sentiu muito decepcionado quando a ordem de inverter posição não foi desfeita após Gasly não conseguir ultrapassar Daniel Ricciardo - que era o alvo da equipe. Como consequência, o piloto explodiu no rádio após a bandeira quadriculada.
"Não, é inexplicável, essa", disse ele. "Sempre respeitei as instruções que me foram dadas, como piloto, e fiz isso mais uma vez. Sou o cara legal!"
Ao falar com a imprensa depois do fim da corrida, Esteban continuou com o mesmo tom: "Eu fiz a minha parte do trabalho - a equipe não fez, honestamente. Portanto, estou muito frustrado com a forma como as coisas aconteceram. Acho que há muitas razões, então vamos deixar que o benefício da dúvida continue."
Mas, embora Ocon possa ter achado que as coisas foram injustas com ele, os detalhes que surgiram mais tarde mostraram por que a Alpine acabou decidindo não fazer a troca final.

Como tudo aconteceu na pista

Nas últimas 25 voltas da corrida em Montreal - na qual a Alpine conquistou sua primeira dobradinha de pontos na temporada - Gasly estava em décimo lugar, atrás de Ocon e Daniel Ricciardo, mas se aproximando rapidamente deles.
Esteban Ocon, Alpine A524

Esteban Ocon, Alpine A524

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

No entanto, o que não estava claro do lado de fora era que Ocon estava lidando com alguns problemas de gerenciamento de energia e isso estava diminuindo seu ritmo e ele corria o risco de ficar mais para trás. Gasly estava incomodando Ricciardo, 10º colocado, por várias voltas. 
Logo na sequência, Yuki Tsunoda, à frente deles, errou e perdeu o controle do carro e, com isso, o australiano ultrapassou Esteban finalizando a prova em oitavo.
Percebendo que os problemas na unidade de potência de Ocon não permitiriam que ele ultrapassasse Ricciardo, a Alpine solicitou que Esteban deixasse Gasly passar na volta 68 de 70. Sem explicar inicialmente o motivo, o piloto resistiu e fez a pergunta, ao que seu engenheiro de corrida Josh Peckett revelou que o objetivo era que Gasly atacasse Ricciardo.
"Esqueça isso!" respondeu Ocon, em referência ao ritmo do RB. Peckett insistiu, então Esteban pediu garantias de que receberia o lugar de volta se Gasly não conseguisse ultrapassar o RB. Ele acabou cedendo: "Tudo bem, eu o deixo passar, mas faço o que é certo no final."
Esteban Ocon, Alpine A524

Esteban Ocon, Alpine A524

Foto de: Zak Mauger / Motorsport Images

Ocon deixou seu companheiro de equipe passar entre as curvas 7 e 8 na volta 69, mas não houve tempo suficiente para Gasly tomar o oitavo lugar de Ricciardo. Perto do final da última volta, Esteban esperava que Pierre diminuísse a velocidade e o deixasse passar de novo - mas esse momento não chegou.
Ocon foi informado antes da última chicane da última volta: "Esteban, os carros não vão trocar de lugar. Acelere até o fim, por favor". Foi essa chamada que irritou o piloto, que obviamente sentiu que havia sido 'traído' depois de fazer sua parte para ajudar Gasly e a equipe.
Mas a decisão da equipe de não trocar as posições foi desencadeada pelo fato de que o piloto da Haas, Nico Hulkenberg, estava tão próximo de Ocon que havia o risco de o alemão ganhar uma posição se os dois carros da Alpine tentassem fazer uma troca no final da corrida e estragassem tudo.

Primeira visão da equipe

Falando com o Motorsport.com sobre os acontecimentos, o chefe da Alpine, Bruno Famin, disse que estava bem ciente de que uma troca de posições como essa nunca era fácil. Por isso, ele não se preocupou com a forma como as coisas aconteceram, seja no rádio da equipe ou nos comentários na mídia depois.
"Não há nenhum atrito real", disse ele. "Eles são pilotos, e quando você pede a um piloto, seja ele quem for, para ceder sua posição ao companheiro de equipe, geralmente não é tão fácil."
Bruno Famin, Team Principal, Alpine F1 Team

Bruno Famin, diretor de equipe da Alpine F1 Team

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

 "Mas nós fizemos isso. Fizemos isso para o bem da equipe, de propósito. Acho que Esteban estava lutando um pouco com o gerenciamento de energia, consumindo bastante energia, e então tínhamos dois carros da Haas na traseira."
"Esteban estava atrasando todo mundo, era bastante óbvio na TV, e o risco era ter os dois carros da Haas nos ultrapassando. E foi por isso que demos essa instrução. Eles estão dizendo coisas no final da corrida, mas no dia seguinte estamos com a cabeça diferente."
O drama da ordem da equipe no Canadá provavelmente teve um significado maior por causa de tudo o que aconteceu em Mônaco, mas não é a primeira vez que uma situação como essa se mostra problemática para a Alpine - com uma troca de posição no GP do Japão do ano passado que provocou alguma raiva.
Mas Famin deixou claro que o foco de sua equipe estava no que era melhor para a equipe, e não no que era ideal para cada piloto.
"Eles estão lutando por seus próprios resultados, por suas carreiras", disse ele. "Mas na Alpine, é muito claro: há apenas um objetivo: o interesse da equipe em primeiro lugar."

Citações de Jake Boxall-Legge

MAX SEGURA NORRIS E VENCE, Russell ERRA mas bate Hamilton no PÓDIO! SHOW DE HORROR de Ferrari/ Pérez

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Podcast Motorsport.com debate: Como demissão de Ocon impacta no mercado da F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - Ferrari: "Tudo deu errado" no Canadá, mas não vamos exagerar na reação
Próximo artigo F1: Mercedes se enche de otimismo com promessa de novo assoalho para Espanha

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil