Fórmula 1
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

F1 abre concorrência para padronizar sistemas de freios e rodas para 2021

compartilhar
comentários
F1 abre concorrência para padronizar sistemas de freios e rodas para 2021
Por:
29 de abr de 2019 18:55

Como parte do esforço para redução de custos do carro da F1 da próxima década, FIA busca padronizar sistemas de freio e aros de rodas

Com a F1 se preparando para uma nova geração de carros e uma revisão mais ampla do esporte, há um desejo de controlar áreas onde as equipes gastam muito dinheiro fazendo suas próprias peças para ganhos mínimos de desempenho.

No início deste ano, foi lançada uma concorrência para câmbios padrão, e agora mais duas para interessados ​​em fornecer peças de freio e aros de rodas.

As concorrências vão de 2021 a 2024, mas dependendo do resultado das negociações comerciais com as equipes, é possível que elas sejam prorrogadas até 2025.

Leia também:

A proposta do freio é dividida em duas partes - uma envolve pastilhas e discos, enquanto a outra envolve um sistema hidráulico de freio que compreende as pinças de freio dianteiro e traseiro, um cilindro mestre e componentes de freio a fio.

A proposta para os aros das rodas são para dispositivos de 18 polegadas, com espaço para pequenas mudanças. A ideia é que cada equipe seja abastecida com um mínimo de 60 conjuntos por ano.

Todas as propostas exigem que as peças atinjam o desempenho esperado atualmente na F1 e que todas as equipes recebam especificações iguais.

A data de apresentação de todas as propostas é 22 de maio, com a decisão da FIA marcada para 14 de junho.

O diretor esportivo da F1, Ross Brawn, sugeriu que o escopo para peças padronizadas se estenderá.

Rim detail

Rim detail

Photo by: Erik Junius

Falando ao site oficial da Fórmula 1 no início deste ano, ele disse: "Queremos que todas as equipes tenham o mesmo equipamento".

"Há muitas coisas que temos em comum. Há algumas coisas que todos concordamos que não devem mudar e há coisas no meio sendo discutidas. Todo mundo faz seus próprios extintores de incêndio. É um bom desafio técnico, mas não adiciona desempenho. Podemos padronizá-los e ajudar a reduzir os custos."

Em teoria, a FIA tem até o final de junho para finalizar os regulamentos técnicos de 2021, embora haja alguma discussão entre as equipes sobre o possível adiamento até o final do ano.

Próximo artigo
RÁDIOS: A tristeza sincera de Leclerc e a marcha ré de Ricciardo em Baku

Artigo anterior

RÁDIOS: A tristeza sincera de Leclerc e a marcha ré de Ricciardo em Baku

Próximo artigo

Brawn defende estratégia de pneus da Ferrari na classificação em Baku

Brawn defende estratégia de pneus da Ferrari na classificação em Baku
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble