F1: Alfa Romeo anuncia data de lançamento de carro de 2023

Equipe estará com nome de montadora italiana pela última vez, antes de transição com Audi

Valtteri Bottas, Alfa Romeo C42

A Alfa Romeo tornou-se a mais recente equipe a anunciar seus planos de lançamento, com o seu novo carro de Fórmula 1 a ser revelado no dia 7 de fevereiro.

A equipe suíça, que está embarcando em sua última temporada sob o nome da montadora italiana, planeja revelar seu C43 em Zurique neste dia.

Leia também:

O lançamento provavelmente será seguido logo depois por um dia de filmagem em Barcelona para resolver quaisquer problemas iniciais antes que o único teste de pré-temporada ocorra no Bahrein, a partir de 23 de fevereiro.

A Alfa Romeo fez alguns progressos encorajadores no ano passado, com Valtteri Bottas e Guanyu Zhou apresentando desempenhos muito fortes – especialmente na fase de abertura da temporada.

No entanto, a baixa confiabilidade ao longo da temporada comprometeu suas chances de pontuar melhor e acabou terminando em sexto no campeonato de construtores - empatado com a Aston Martin.

Bottas e Zhou foram mantidos para a temporada de 2023, mas a equipe terá mudanças em outros lugares, com o chefe da equipe Fred Vasseur saindo para se juntar à Ferrari como substituto de Mattia Binotto.

Nenhum novo chefe foi anunciado ainda, mas foi revelado durante o inverno que o ex-chefe da McLaren, Andreas Seidl, estava se juntando à Sauber como seu novo CEO antes de sua transição para a Audi.

A equipe está bem ciente das áreas que precisa melhorar nesta temporada, com a queda no segundo semestre de 2022, algo que destacou as fraquezas dentro da organização.

Falando durante o inverno, Bottas sentiu que, além de melhorar sua confiabilidade, a Alfa Romeo precisava aumentar sua taxa de desenvolvimento de carros se quisesse se manter competitiva no meio-campo.

“É fato que uma de nossas fraquezas foi a velocidade de trazer as atualizações”, disse Bottas ao Motorsport.com.

 

“Isso foi muito devido à produção, apenas não tendo força humana suficiente para produzir as peças. Enquanto algumas outras equipes, por exemplo a Mercedes, neste momento, eles definitivamente têm mais pessoas e mais poder para produzir coisas mais rapidamente.

“E também todos os problemas de confiabilidade que tivemos, muito do foco foi em tentar consertá-los, em vez de tentar desenvolver o carro. Isso nos distraiu bastante no meio do ano.

"Agora que temos a confiabilidade, digamos, em um bom nível, podemos novamente nos concentrar puramente no desempenho."

Bastidores da Alpine e desafio na F3: Caio Collet abre o jogo

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #213 – Briga por 11ª equipe escancara crise entre FIA e F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Norris revela batalha com saúde mental no início da carreira na F1
Próximo artigo Wolff coloca Ferrari F40 de coleção particular à venda

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil