F1: Allison assina contrato de longo prazo e segue na Mercedes

Engenheiro havia se afastado do time em 2021 para trabalhar na America's Cup, mas retornou em 2023 e seguirá na escuderia anglo-germânica por vários anos

James Allison, Technical Director, Mercedes-AMG

James Allison, Technical Director, Mercedes-AMG

Sam Bloxham / Motorsport Images

O diretor técnico da Mercedes, James Allison, fez mais um compromisso de longo prazo com a equipe das Flechas de Prata na Fórmula 1, assinando um contrato plurianual confirmado nesta quinta-feira.

O editor recomenda:

Allison retornou ao trabalho na linha de frente no ano passado como parte de uma troca de emprego com Mike Elliott, que queria se afastar do cargo de diretor técnico e originalmente se mudou para o cargo de diretor de tecnologia antes de deixar a equipe no final da temporada. 

Embora, na época, não estivesse claro por quanto tempo Allison gostaria de permanecer na função, tendo se juntado originalmente à Mercedes em 2017, seu entusiasmo reacendido pela F1 resultou agora em um contrato por um longo período. 

Falando sobre seu novo vínculo, Allison disse: "A F1 me trouxe muita sorte, mas nenhuma maior do que atender ao chamado de Toto [Wolff, chefe da marca alemã na F1] para ingressar na Mercedes em 2017".  

"É um grande privilégio continuar essa aventura, trabalhando ao lado de colegas brilhantes e lutando juntos pelo sucesso no campeonato", seguiu James, um dos mais bem reputados engenheiros da categoria máxima do automobilismo mundial.

A notícia do novo contrato de Allison vem na sequência do anúncio de que o próprio Wolff estendeu seu contrato pelo menos até o fim de 2026, ano em que a elite global do esporte a motor introduzirá seu novo pacote de regras, com foco especial nas unidades de potência.

Toto não tem dúvidas sobre o ganho que a Mercedes tem por ter Allison no staff, pois elogiou tanto a capacidade técnica quanto a abordagem do engenheiro. "Estou muito feliz que James tenha comprometido seu futuro de longo prazo com a equipe", disse.

James Allison, Technical Director, Mercedes with the F1 constructor trophy

Foto de: FIA

James Allison, diretor técnico da Mercedes, com o troféu do campeonato mundial de construtores de 2021

"Simplificando, ele é o líder técnico mais impressionante do nosso esporte. Seu espírito de gladiador, juntamente com seu conhecimento, experiência e determinação, o tornam inigualável. Sua influência e impacto, no entanto, vão muito além disso."  

"Desde que chegou em 2017, ele tem sido um aliado importante e um parceiro para mim pessoalmente. Podemos desafiar uns aos outros de forma aberta e honesta; uma personificação da cultura de 'amor duro' da equipe, que é vital para ajudar todos nós a dar o nosso melhor. "

"O mais importante, porém, é que James é um verdadeiro amigo em quem você pode confiar, não apenas nos momentos de sucesso, mas também nos momentos difíceis. Foi um prazer trabalhar com ele nos últimos sete anos e estou ansioso para trabalhar com ele por muitos outros anos." 

Allison considerou que a confirmação do futuro dele e de Wolff é algo que 'injeta estabilidade' na equipe da Mercedes e em seus parceiros. "É definitivamente útil para uma equipe saber que ela tem estabilidade", disse ele, quando questionado pelo Motorsport.com sobre as renovações recentes.

"Certamente é muito importante para nós sabermos que temos essa estabilidade com Toto, e espero que, complementarmente, as pessoas daqui fiquem tranquilas em saber que esse é o caso. Também ajuda nossos parceiros e significa que todos que olham para nós de fora podem ver que há estabilidade e comprometimento com a esperança de que a equipe possa trabalhar de forma sólida e ter um bom sucesso no futuro." 

A Mercedes vem de duas temporadas desafiadoras na nova era do efeito solo da F1, em que não conseguiu se adaptar aos regulamentos. Porém, ela está confiante de que uma reformulação de conceito para 2024 a ajudará a diminuir a diferença em relação à equipe dominante, a Red Bull. 

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e McLAREN

Norris na RBR? Sainz? Albon e franceses no centro dos rumores da F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Haas promete avanço com carro de 2024, mas mantém pés no chão: "Começamos tarde demais"
Próximo artigo F1: GP de Singapura não está ameaçado apesar de escândalo de corrupção, diz governo

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil