F1: Alonso ainda "não está 100%" no retorno à categoria

Espanhol disse que precisará de algumas corridas com a Alpine para "se sentir mais confortável

F1: Alonso ainda "não está 100%" no retorno à categoria

Após ter ficado dois anos fora da Fórmula 1, Fernando Alonso admitiu que ainda "não está 100%". O espanhol se prepara para seu retorno que acontecerá neste final de semana no GP do Bahrein.

O bicampeão mundial volta para a categoria máxima do automobilismo nesta temporada defendendo a equipe Alpine, depois de anunciar que deixaria a McLaren no final de 2018 e tiraria uma licença sabática.

Leia também:

Nesse período, Alonso venceu o Campeonato Mundial de Endurance com a Toyota, voltou às 500 milhas de Indianápolis no ano passado, terminando em 21º, e correu no Rally Dakar 2020.

O piloto da Alpine passou por uma cirurgia após um acidente de bicicleta que o deixou com uma fratura na mandíbula antes dos testes de pré-temporada de 2021, mas mesmo assim garantiu um dia inteiro na pista, no segundo dia, antes de dividir o carro com o companheiro de equipe Esteban Ocon no último dia de teste.

No entanto, Alonso disse que precisará de algumas corridas com a escuderia para "se sentir mais confortável".

"Isso sempre leva tempo e não estou 100% ainda", disse.

“É o mesmo para muitas pessoas, eu acho, e para muitos pilotos que mudaram de equipe e que precisam se adaptar um pouco aos novos regulamentos aerodinâmicos, os pneus."

“Você sempre vai se sentir mais confortável depois de cinco, seis ou quatro corridas, então para mim não é diferente."

"Estou feliz onde estamos agora, mas acho que em algumas corridas vou me sentir mais confortável até no cockpit e no assento que estamos ainda fazendo pequenas modificações, encontrando uma melhor posição, são coisas que precisamos continuar ajustando."

O piloto espanhol, que completa 40 anos em julho, admitiu que "não há garantias" de que estará no mesmo nível que alcançou com a McLaren em 2018, mas disse estar confiante de que seus esforços para integrar-se ao time, anteriormente conhecido como Renault, teria retorno.

"Não há garantias, você tem apenas sua própria confiança para tentar entregar o que a equipe espera de você", disse ele.

“Não há garantias como eu estava em 2018, mas espero que sim."

“Quando decidi voltar, estava tentando me concentrar na preparação, não só fisicamente, mas também tecnicamente, estando com uma equipe na segunda parte da temporada e tentando me atualizar na linguagem da F1, que é um pouco mais técnica do que algumas outras categorias. "

Alonso acrescentou que não estabeleceu um prazo para alcançar o sucesso com a renovada escuderia Alpine, e estava apenas focado em "tentar tornar o mais divertido possível" no curto prazo, enquanto o novo CEO da equipe Laurent Rossi e o diretor de corrida Davide Brivio se estabelecem em seus papéis.

"Estou tentando fazer deste retorno um tiro certo e estou tentando vencer corridas e ser o mais competitivo possível, mas não com uma meta ou tempo claro definido", disse.

"Até agora estou gostando. Sei que a pergunta repetida é sobre a minha idade, mas estou um pouco surpreso porque não sou tão velho."

"O campeão mundial que está dominando o esporte tem 35 ou 36 anos e não é como se eu fosse 20 anos mais velho ou algo assim."

“O que quero fazer é me testar e tentar ajudar a equipe neste momento importante de transição da Renault para a Alpine e no grande futuro que este time tem para os próximos anos e no novo regulamento."

“Estou aqui para ajudar a equipe com a experiência e o conhecimento que acumulei ao longo dos anos e procuro dar ímpeto à ela."

"Ficaria feliz e consideraria um sucesso se crescermos juntos, a equipe e eu, nos próximos anos e nos tornarmos candidatos mais cedo ou mais tarde", concluiu. 

Parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 AO VIVO: Band terá cobertura inédita, o 'devorador' de parceiros, Alonso e + | DIRETO DO PADDOCK

PODCAST – Temporada 2021 marca nova era na cobertura do esporte a motor na TV?

 

compartilhar
comentários
EXCLUSIVO - F1 na Band: Cobertura mais longa da história do Brasil terá Nelson Piquet como convidado; saiba detalhes

Artigo anterior

EXCLUSIVO - F1 na Band: Cobertura mais longa da história do Brasil terá Nelson Piquet como convidado; saiba detalhes

Próximo artigo

F1: Hamilton diz que continuará a se ajoelhar antes das corridas em 2021

F1: Hamilton diz que continuará a se ajoelhar antes das corridas em 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Autor James Newbold