F1: Alonso assume culpa por incidente com Schumacher na Turquia

Bicampeão pediu desculpas ao jovem piloto e lamentou ter caído no grid em colisão com Gasly logo no início da corrida de Istambul

F1: Alonso assume culpa por incidente com Schumacher na Turquia

Fernando Alonso pediu desculpas a Mick Schumacher pelo incidente na segunda volta do GP da Turquia de Fórmula 1, aceitando a penalidade de cinco segundos. O espanhol largou em quinto no Istanbul Park pela Alpine, mas foi rodado na Curva 1 por Pierre Gasly e caiu no pelotão em condições úmidas.

Enquanto procurava recuperar lugares, ele tentou passar o alemão da Haas por dentro na Curva 4 na volta seguinte e tocou no piloto, fazendo-o girar. Isso resultou em uma penalidade de cinco segundos para o bicampeão - que cumpriu no pit stop - depois de ser considerado "predominantemente culpado" pela colisão. Ele também recebeu dois pontos de punição em sua superlicença.

Leia também:

Alonso terminaria a corrida em 16º, enquanto Schumacher cruzou a linha em 19º à frente do companheiro de equipe Nikita Mazepin.

"Achei que estava ao lado dele, mas obviamente foi uma mudança tardia, então nos tocamos", disse o espanhol quando questionado pelo Motorsport.com sobre o duelo. "Infelizmente ele rodou e eu fui penalizado. Eu aceito, é claro. Lamento a colisão."

"Obviamente, isso só aconteceu porque eu era o P14, posição que não deveria estar. A sorte parece continuar nos evitando neste ano. Acho que estamos acumulando muito para o próximo."

Mick Schumacher, Haas VF-21

Mick Schumacher, Haas VF-21

Photo by: Jerry Andre / Motorsport Images

Schumacher ignorou o incidente após a corrida e disse que "essas coisas acontecem": "Especialmente nesses tipos de curvas onde você tem uma longa curva na frente e depois se prepara para a Curva 4, é realmente fácil tentar uma ultrapassagem."

O alemão teve a melhor classificação da carreira ao cravar o 14º lugar no sábado e sentiu que era seu fim de semana de mais destaque na F1 "até a corrida".

"No geral, acho que podemos ficar muito felizes com o que fizemos desde o início", disse Schumacher. "Parecia que a diferença entre todos os carros era menor do que o normal."

Questionado se teria perdido posições de qualquer maneira sem o incidente com Alonso, ele respondeu: "Não sei o quanto os carros à frente mataram meus pneus, eu fiquei seguindo Nikita algum tempo. Eu imagino que teria sido capaz de estender o stint e provavelmente ir um pouco mais rápido."

"Não sei se teria sido capaz de lutar contra Sebastian [Vettel], mas não me vejo terminando em altas posições", finalizou.

NOVA GERAÇÃO: Como MAX, George, Charles, Lando e cia são JULGADOS na F1? Produtora da Band ABRE JOGO

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #138 – Red Bull não sabe o que fazer contra Mercedes após GP da Turquia?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Vitória apertada mantém legado do circuito de Adelaide, por enquanto
Artigo anterior

F1: Vitória apertada mantém legado do circuito de Adelaide, por enquanto

Próximo artigo

F1: Norris diz que spray do GP da Turquia foi o 'mais assustador'

F1: Norris diz que spray do GP da Turquia foi o 'mais assustador'
Carregar comentários