F1 - Alonso critica decisão de distribuir pontos no "não-GP" da Bélgica: "Isso é chocante"

Espanhol concordou com decisão de encerrar a corrida, mas criticou entrega de pontos em corrida sem bandeira verde

F1 - Alonso critica decisão de distribuir pontos no "não-GP" da Bélgica: "Isso é chocante"

Fernando Alonso considerou "chocante" o fato da Fórmula 1 ter distribuído pontos no GP da Bélgica por apenas duas voltas realizadas atrás do safety car, com a categoria declaram Max Verstappen como o vencedor.

Com o tempo ruim em Spa-Francorchamps tornando perigoso demais para os carros irem à pista, os pilotos completaram apenas poucas voltas atrás do safety car antes do evento ser encerrado, 03h46min após o horário inicialmente programado para a largada.

Leia também:

Porém, as duas voltas completas e uma feita dentro dos pits foram suficientes para que o resultado fosse declarado final, com metade dos pontos sendo distribuídos.

Foi uma situação que deixou a maioria do grid irritada e, desde então, surgiu a informação de que o CEO da F1, Stefano Domenicali, pretende conversar com as equipes e a FIA para discutir potenciais mudanças no regulamento para evitar que isso se repita no futuro.

Alonso disse que apoia totalmente a decisão da FIA de não seguir com a corrida nessas condições, mas não entende porque foram distribuídos pontos após o que aconteceu.

"Eu concordo com as condições. O que não concordo é porque fazer duas voltas e distribuir pontos, porque não corremos. Não tivemos a chance de buscar os pontos e muitos não pontuaram. Eu estava em 11º, não tive a bandeira verde para tentar pontuar".

Fernando Alonso, Alpine A521, Valtteri Bottas, Mercedes W12

Fernando Alonso, Alpine A521, Valtteri Bottas, Mercedes W12

Photo by: Charles Coates / Motorsport Images

"Então isso é chocante. Mas é a decisão deles. Não havia condições de correr hoje, como mostramos. Foi uma situação apenas de bandeira vermelha ou safety car. Então como você distribui pontos em uma não-corrida?".

"Eles fizeram essas três voltas apenas para distribuir pontos, porque as condições eram as mesmas de antes, então é estranho, com certeza".

Alonso não é o único piloto a falar sobre o modo como a FIA agiu com o safety car para garantir um resultado. O heptacampeão Lewis Hamilton deixou clara sua infelicidade com os acontecimentos.

Ele classificou os eventos como uma farsa: "Claro, não tem o que fazer sobre o clima, mas temos equipamentos sofisticados que no dizem o que está acontecendo, e era claro que o clima não daria uma chance. Fomos mandados à pista por um único motivo".

"Duas voltas atrás do safety car, sem ter chances de ganhar ou perder posições ou dar entretenimento aos fãs não é corrida. Deveria ter sido encerrado, sem gerar risco aos pilotos e, o mais importante, reembolsar os fãs, que são o coração do esporte".

F1 AO VIVO - FIASCO NA BÉLGICA: tudo sobre a corrida que NÃO ACONTECEU em Spa; Rico Penteado analisa

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #124 – Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
CEO da Fórmula 1 diz que chuva de domingo em Spa não estava prevista
Artigo anterior

CEO da Fórmula 1 diz que chuva de domingo em Spa não estava prevista

Próximo artigo

F1: Entenda por que GP da Bélgica não foi adiado para segunda-feira

F1: Entenda por que GP da Bélgica não foi adiado para segunda-feira
Carregar comentários