F1: Alonso vê vantagem em ser o piloto mais velho do grid em 2022

Espanhol destaca novos pneus que a categoria utilizará em 2022, com características semelhantes ao do WEC

F1: Alonso vê vantagem em ser o piloto mais velho do grid em 2022
Carregar reprodutor de áudio

Fernando Alonso reitera que vê sua idade e experiência como uma vantagem para a temporada de 2022 da Fórmula 1.

O espanhol completou 40 anos em julho passado e, com seu contemporâneo Kimi Raikkonen agora aposentado, ele é o piloto mais experiente do grid deste ano, à frente de Lewis Hamilton, de 37.

Leia também:

Alonso fez sua estreia na F1 com a Minardi em 2001. Ele perdeu a temporada de 2002 enquanto servia como piloto de testes da Renault e fez uma pausa na F1 após sua última temporada com a McLaren em 2018, antes de retornar com a Alpine no ano passado.

Ele citou o conhecimento de pneus de corrida de baixo perfil adquirido no Campeonato Mundial de Endurance da FIA com a Toyota em 2019 e 2020 como um exemplo específico dos benefícios de sua carreira estendida.

“Nessa idade, me sinto bem, honestamente, sinto uma vantagem”, disse ele quando perguntado pelo Motorsport.com sobre sua nova posição como piloto sênior do esporte.

“Quando chego a um circuito, conheço as pistas. Agora todo mundo está testando este pneu de 18 polegadas, e eu conheço muito bem do WEC.

“Existe exatamente o mesmo comportamento nos pneus e da mesma maneira que você tem que pilotar, que é muito diferente. Então, todas as coisas que estou enfrentando, para outras pessoas, será pela primeira vez, e para mim é uma segunda ou terceira vez. Então isso é bom.”

Fernando Alonso, Alpine A521

Fernando Alonso, Alpine A521

Photo by: Alpine

Alonso reconheceu que continuar a correr em alto nível requer alguns sacrifícios, especialmente com o calendário agitado da era atual. A temporada de 2022, sua 18ª como piloto de F1, terá um recorde de 23 eventos.

“O único problema de ser mais velho é que você tem que ter motivação para entrar em uma temporada em que estará 300 dias por ano”, disse ele. “Tem que ter essa vontade, tem que ter esse estilo de vida que te permite se dedicar a esse esporte.

“Além disso, todas as outras coisas são vantajosas. Então, porque estou em um momento da vida que quero dedicar meu momento à F1, é fantástico. Acho que só vejo vantagens.

“E então, fisicamente, acho que os carros de hoje não são muito exigentes. Acho que 2004-05, talvez a idade teria sido uma limitação.”

Rico Penteado explica efeito solo dos carros da F1 em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #157 - Sucesso da F1 na Band e destaques de 2021: entrevista com editor Fred Sabino

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
Chefe da Honda na F1 admite que fabricante saiu muito cedo da categoria
Artigo anterior

Chefe da Honda na F1 admite que fabricante saiu muito cedo da categoria

Próximo artigo

F1 - Ricciardo exalta briga entre McLaren e Ferrari em 2021: “história legal”

F1 - Ricciardo exalta briga entre McLaren e Ferrari em 2021: “história legal”