F1: AlphaTauri admite que atuação de De Vries na Itália foi chave para escolha

Franz Tost também revelou que espera bom desempenho de piloto holandês já em seu primeiro ano na equipe

Nyck de Vries, Williams FW44

O chefe da AlphaTauri, Franz Tost, admitiu que a boa estreia de Nyck de Vries na Fórmula 1 no GP da Itália foi a chave para o holandês conseguir uma vaga em 2023 na equipe.

De Vries teve que correr pela Williams de Alex Albon em Monza a partir do TL3, depois que o piloto anglo-tailandês sofreu uma crise de apendicite.

Leia também:

Apesar de sua experiência limitada no FW44, ele desfrutou de uma boa corrida para o nono lugar e ganhar pontos em sua estreia na F1.

O momento da estreia de de Vries não poderia ter sido melhor, pois estava ficando claro que Colton Herta - a escolha original como substituto em potencial de Pierre Gasly - não obteria uma superlicença.

Logo após o GP da Itália, de Vries viajou para a Áustria para conhecer o conselheiro da Red Bull, Helmut Marko, e os primeiros passos foram dados para um acordo.

“Isso teve uma grande influência, porque mostrou seu potencial”, disse Tost sobre o GP da Itália. “Ele fez uma corrida fantástica, não cometeu nenhum erro e, portanto, foi uma decisão fácil levá-lo.

“Monza foi importante, mas não abriu os olhos, porque Nyck também estava no radar antes.

“Com as circunstâncias especiais de outros pilotos deixando suas equipes, a Red Bull também decidiu não ter Pierre Gasly a partir de 2024, todos esses componentes juntos nos levaram à decisão de que Nyck de Vries era a melhor possibilidade e que ele se encaixa muito bem na equipe”.

 

Elaborando sobre o porquê da vinda de Vries Tost disse: “Porque ele é rápido! Conheço a sua história, vi-o no kart, ganhou em 2010 e 2011 o campeonato europeu e mundial de kart, e depois teve muito sucesso em todas as categorias que correu.

“Ele venceu a Fórmula Renault [2.0], Fórmula 2, também na Fórmula E e, portanto, acho que ele é um piloto muito habilidoso e merece estar na Fórmula 1. Estamos realmente ansiosos para tê-lo em nosso carro.”

Tost acredita que, dada a sua experiência geral, de Vries vai acelerar rapidamente na próxima temporada.

“Espero que este período de aprendizado seja reduzido a alguns testes. Isso significa que espero que ele seja muito competitivo desde a primeira corrida em 2023.”

Tost admitiu que, mesmo em seu primeiro ano, de Vries terá a oportunidade de se tornar um líder de equipe ao lado de Yuki Tsunoda, que já está confirmado para sua terceira temporada na AlphaTauri.

“A orientação da equipe depende também do desempenho do carro”, disse ele. “Se tivermos um bom carro, será fácil para os dois pilotos. Se tivermos problemas com o carro, acho que não será tão fácil resolver tudo porque Nyck não tem tanta experiência na F1 e Yuki ainda está em processo de aprendizado.

“Acho que Yuki no próximo ano deve ser medido o suficiente para fornecer orientação técnica.

“No entanto, espero muito de Nyck porque ele tem experiência em categorias em que venceu corridas e campeonatos e, portanto, se o carro funcionar, acho que teremos um ano de sucesso.”

Que punições RBR e Aston podem tomar caso tenham violado teto de gastos da F1?

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Alpine espera que Gasly e Ocon recuperem amizade deteriorada
Próximo artigo Q4: Confira análise do quali no Japão, com pole de Verstappen

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil