F1: Alpine confirma Piastri ao lado de Ocon para temporada 2023

Australiano será o substituto do espanhol Fernando Alonso, que vai para a Aston Martin na vaga do alemão Sebastian Vettel; saiba mais

F1: Alpine confirma Piastri ao lado de Ocon para temporada 2023
Carregar reprodutor de áudio

A equipe Alpine de Fórmula 1 confirmou nesta terça-feira que o australiano Oscar Piastri, atualmente reserva do time, será o substituto do espanhol Fernando Alonso na temporada 2023 da F1 ao lado do francês Esteban Ocon.

O editor recomenda:

Alonso assumirá a vaga do futuramente aposentado Sebastian Vettel, da Alemanha, na Aston Martin a partir do ano que vem, de modo que a vaga na Alpine agora vai para Piastri, que anteriormente era contado na Williams.

 

A confirmação de Piastri na vaga de Alonso na Alpine em 2023 veio um dia após a Aston Martin anunciar que teria o bicampeão mundial da F1 como piloto no ano que vem. Já o anúncio do time francês, pelo qual Fernando foi vencedor das temporadas 2005 e 2006, veio pelas redes sociais.

"Dupla de pilotos de 2023 confirmada: Esteban Ocon e Oscar Piastri. Após quatro anos como parte da família Renault e Alpine, o piloto reserva Oscar Piastri é promovido a uma vaga de corrida ao lado de Esteban Ocon a partir de 2023."

Até pouco antes do anúncio de Alonso na Aston, o jovem australiano já parecia 'forçado' a procurar outro lugar para um assento titular em 2023, com a Alpine tendo originalmente a intenção de manter o espanhol.

Embora tenha havido sugestões de que Piastri poderia ser emprestado à Williams, o Motorsport.com apurou que Oscar e seu empresário Mark Webber, australiano ex-F1, estavam tentando garantir um acordo com a McLaren para o jovem substituir o compatriota Daniel Ricciardo.

Mas, com Alonso na Aston e a Alpine tendo uma ligação contratual aos serviços de Piastri para colocá-lo em uma vaga na F1, a situação agora mudou, de modo que seus chefes atuais afirmam que o têm 'a bordo' para 2023 ao lado de Ocon.

"Desejamos a Fernando o melhor para seu futuro na F1. Fernando sempre foi, e sempre será, parte da família Renault e Alpine e estamos orgulhosos e privilegiados por ter compartilhado tantos momentos na pista juntos", despediu-se a escuderia de Alonso. Sobre Piastri, o tom é de otimismo.

O chefe da Alpine, Otmar Szafnauer, acredita que uma formação de Oscar e Esteban em 2023 pode colocar a equipe no caminho certo para suas ambições de longo prazo no sentido de voltar à frente do grid.

“Oscar é um talento brilhante e raro”, disse. “Estamos orgulhosos de tê-lo apoiado nos difíceis caminhos das fórmulas juniores. Através de nossa colaboração nos últimos quatro anos, vimos ele se desenvolver e amadurecer. Piloto que é mais do que capaz de dar o passo para a F1."

“Como nosso piloto reserva, ele foi exposto à equipe na pista, na fábrica e nos testes, onde mostrou maturidade e velocidade para garantir sua promoção ao nosso segundo carro ao lado de Esteban", seguiu. “Juntos, acreditamos que a dupla nos dará a continuidade que precisamos para alcançar nosso objetivo de longo prazo de lutar por vitórias e campeonatos", explicou o dirigente romeno-americano.

Curiosamente, o comunicado da Alpine anunciando a promoção de Piastri não incluiu uma fala do próprio australiano, o que alimenta as teorias de que o assunto pode não estar tão resolvido quanto parece.

No início desta terça-feira, Szafnauer explicou que a equipe não havia feito um acordo imediato com Piastri porque as coisas não estavam totalmente resolvidas. "Então Oscar e seu time estão considerando suas opções, seja lá o que isso signifique", disse o chefe da Alpine.

Questionado ainda mais sobre o assunto, Szafnauer disse que os acordos contratuais que sua equipe tinha com Piastri significavam que não havia dúvida de que eles poderiam 'convocá-lo' para o próximo ano.

"O que eu sei é que ele tem obrigações contratuais conosco", acrescentou. "E nós com ele. E temos honrado essas obrigações durante todo o ano. Essas obrigações duram até 2023, e possivelmente 2024, se algumas opções forem adotadas."

“E nossas obrigações com ele este ano eram para um piloto reserva, além de colocá-lo no carro do ano passado por um período significativo de tempo. Passamos em bem mais da metade desse programa de 5000 km, o que não é insignificante, no carro do ano passado, em preparação para o próximo ano. Há também trabalho de simulação, então estamos cumprindo essas obrigações em todos os lados."

"Portanto, temos um contrato com ele no futuro para 2023. E se uma opção for exercida, para 2024. Então, não sei o que ele falou com a McLaren. Como eu disse, não estou a par disso", completou Szafnauer.

A natureza do comunicado da Alpine - que inclui palavras relacionadas a acordos já em vigor - pode ser vista como uma tentativa da equipe de tornar público que tem uma salvaguarda contratual sobre Piastri para 2023. Isso funcionaria como um aviso firme e imediato, direcionado a outros times que tentam contratá-lo, de que tais escuderias rivais podem ser colocadas em uma disputa legal se continuarem a persegui-lo.

Programa do Motorsport.com repercute GP da Hungria de F1 e Alonso na Aston Martin

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Lewis Hamilton se torna sócio do time de futebol americano Denver Broncos
Artigo anterior

F1: Lewis Hamilton se torna sócio do time de futebol americano Denver Broncos

Próximo artigo

F1: Piastri desmente Alpine e diz que não substituirá Alonso em 2023

F1: Piastri desmente Alpine e diz que não substituirá Alonso em 2023