F1: Atual contrato de Hamilton impede que piloto leve pessoal de confiança para Ferrari

Segundo apurado pelo Motorsport.com, cláusula impediria de Pete 'Bono' Bonnington, por exemplo, de acompanhar heptacampeão em mudança para Ferrari

Peter Bonnington, Senior Race Engineer, Mercedes AMG, Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, on the grid

Peter Bonnington, Senior Race Engineer, Mercedes AMG, Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, on the grid

Steve Etherington / Motorsport Images

Uma cláusula no atual contrato de Lewis Hamilton na Fórmula 1 está definida para impedir que sua nova equipe na Ferrari seja capaz de atrair membros importantes da Mercedes junto a ele.

Hamilton surpreendeu a Mercedes na semana passada quando informou à equipe que ativou uma saída antecipada de seu contrato para poder se juntar à Ferrari em 2025.

Leia também:

A mudança abriu especulações de que outros membros sêniores da Mercedes - como seu engenheiro Pete 'Bono' Bonnington - poderiam segui-lo, como aconteceu no passado quando outras estrelas trocaram de equipe.

Em 1996, Michael Schumacher foi seguido da Benetton para a Ferrari pelo diretor técnico Ross Brawn e por Rory Byrne, além de outros membros-chave da equipe.

Jacques Villeneuve levou seu engenheiro de corrida Jock Clear com ele da Williams para a BAR em 2000, enquanto em 2015 Andrea Stella se juntou a Fernando Alonso na mudança da Ferrari para a McLaren, permanecendo após a saída do espanhol para eventualmente se tornar chefe da equipe.

Mas o Motorsport.com apurou que uma mudança similar de pessoal não pode acontecer no caso de Hamilton, devido a uma cláusula específica em seu contrato com a Mercedes.

Como parte dos termos detalhados do acordo assinado entre Hamilton e Mercedes no verão passado, uma cláusula específica de 'não solicitação' foi incluída para evitar especificamente que o pessoal da equipe fosse atraído se o piloto trocasse de equipe.

Mechanics bring Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, to the grid

Mechanics bring Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, to the grid

Photo by: Steve Etherington / Motorsport Images

Tais cláusulas de não solicitação são comuns em contratos de alto padrão e têm como objetivo proteger as empresas de uma saída em massa de funcionários se indivíduos de alto escalão forem contratados por um concorrente e tentarem atrair outros talentos para se juntar a eles.

Embora tais acordos não possam impedir que indivíduos mudem de empresas no caso de acordo entre todas as partes, eles impedem interrupções generalizadas que às vezes ocorrem se houver uma abordagem geral para o pessoal.

Ter tal cláusula em contratos da F1 está longe de ser raro, especialmente em posições de alta administração.

Elas também foram incluídas no passado em vários contratos de pilotos para limitar as estrelas que tentam atrair os melhores membros da equipe com eles.

Ao final da temporada de 2014, entende-se que Sebastian Vettel não pôde levar seu engenheiro da Red Bull, Guillaume "Rocky" Rocquelin, para a Ferrari por causa de tal cláusula de não solicitação em seu contrato em Milton Keynes.

O candidato mais óbvio para Hamilton levar consigo é seu próprio engenheiro de corrida, Bonnington, com quem construiu uma parceria na Mercedes.

O chefe da equipe, Toto Wolff, admitiu recentemente que poderia se sentar com Bonnington para discutir o futuro.

"Acho que esta é uma discussão que todos precisam ter nos próximos meses", disse Wolff.

"E, por mais que eu tenha conversado com o Bono já, quando contei a ele [sobre a mudança de Hamilton], ele disse, 'É primeiro de abril?' Isso é algo que discutiremos no futuro".

As CONSEQUÊNCIAS do 'fico' de Norris: RED BULL vai atrás de QUEM agora que Lando ficará na McLaren?

Podcast #268 – O que será do futuro de Horner e Red Bull?

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Prost reclama de ter carreira “subestimada” e diz que foi melhor que Senna em corridas
Próximo artigo F1: O erro crucial de Vettel que Hamilton quer evitar na Ferrari

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil