F1: Bottas defende que Russell é "claramente" culpado por acidente em Ímola

Pilotos da Mercedes e da Williams tiveram uma troca acalorada após o acidente, que causou a paralisação da prova

F1: Bottas defende que Russell é "claramente" culpado por acidente em Ímola

Em meio ao caos do GP da Emilia Romagna de Fórmula 1, vencido por Max Verstappen, o forte acidente entre George Russell e Valtteri Bottas, que causou a bandeira vermelha, foi o principal destaque. E o piloto da Mercedes apontou o dedo para Russell, afirmando que o incidente foi "claramente sua culpa".

Bottas e Russell colidiram próximo da entrada da primeira chicane no meio do GP em Ímola, causando o abandono instantâneo de ambos os carros. A colisão deixou detritos na pista e causou uma bandeira vermelha que suspendeu a prova.

Leia também:

Russell avançava rapidamente sobre Bottas na reta principal e moveu para a direita para tentar a ultrapassagem na Mercedes por fora. Mas o piloto da Williams tocou na linha branca ao lado da pista, perdeu controle e acabou acertando também o W12 do finlandês.

Ambos os pilotos ficaram furiosos após o incidente. Russell imediatamente foi ao cockpit de Bottas para deixar sua visão clara ao finlandês, batendo no capacete do rival. Já Bottas respondeu mostrando o dedo do meio.

Falando após a batida, Bottas deixou claro que, para ele, Russell é o culpado pela colisão já que ele havia deixado espaço suficiente para o piloto da Williams.

"Pude vê-lo cedo na reta, e notei que ele se mexeu para a direita. No replay eu vi, deixei espaço para dois carros ali, mas obviamente ele perdeu o controle e me acertou. Acabou ali".

Perguntado sobre a reação de Russell, Bottas disse: "Não sei do que ele estava falando, porque claramente foi erro dele. Então não fiquei nada feliz com ele".

Bottas disse que ainda precisa falar mais com Russell sobre a batida, mas que falará isso com os comissários, que confirmaram que o incidente seria investigado após a corrida.

 

Russell foi ao Twitter para dar a sua versão dos eventos, afirmando que estava "bem, mas desapontado", após estar na zona de pontos antes da batida.

"No fim do dia, foi um incidente infeliz. Você tem direito a defender sua posição, mas a 330 km/h, você precisa respeitar a velocidade e as condições".

"Triste pela equipe. Eles mereciam mais hoje".

PÓDIO: CAOS em Ímola! TRETA de Bottas e Russell, 'TRAPALHADA' de Hamilton e tudo do GP

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #098 – TELEMETRIA: A verdade sobre motor Honda e tudo sobre o GP da F1 em Ímola

 

compartilhar
comentários
Norris comemora segundo pódio na F1 após "corrida longa e difícil" e decepção do sábado

Artigo anterior

Norris comemora segundo pódio na F1 após "corrida longa e difícil" e decepção do sábado

Próximo artigo

F1- Russell questiona movimento de Bottas em batida e dispara: "Tentou nos matar?"

F1- Russell questiona movimento de Bottas em batida e dispara: "Tentou nos matar?"
Carregar comentários