F1 - Button: É "uma pena" que McLaren não tenha seguido com Honda

Campeão de 2009 correu com a McLaren-Honda em 2015-16 e, antes de Verstappen, era o último piloto a ter vencido com montadora japonesa, em 2006

F1 - Button: É "uma pena" que McLaren não tenha seguido com Honda
Carregar reprodutor de áudio

Jenson Button acredita que seja "uma pena" o fato da McLaren não tenha continuado a parceria com a Honda após ver a montadora japonesa campeã da Fórmula 1 em 2021 com Max Verstappen e a Red Bull.

A Honda retornou à F1 em 2015 após uma ausência de seis anos como fornecedora de motores da McLaren, mas o relacionamento tenso e de pouco sucesso levou ao fim da parceria depois de três temporadas.

Leia também:

Um acordo inicial com a Toro Rosso em 2018 abriu o caminho para a ligação com a Red Bull no ano seguinte, encontrando sucesso com a marca austríaca. Mas a Honda anunciou no ano passado que sairia da F1 novamente no fim de 2021, deixando a categoria com o título de pilotos para Verstappen, o primeiro título da montadora desde 1991.

Button, que agora é analista das transmissões da Sky Sports F1, correu no período da McLaren-Honda em 2015 e 2016, tendo como melhor resultado uma sexta posição. O campeão de 2009 também correu pela equipe da montadora japonesa entre 2006 e 2008, obtendo a última vitória do time em 2006.

"Estava com eles no começo desse projeto do V6 híbrido e não foi fácil para eles", disse Button ao Motorsport.com. "Na era híbrida, eles sofreram na chegada. Obviamente estavam alguns anos atrás de todos. Haviam vários problemas de confiabilidade".

"E acho uma pena que a McLaren não tenha seguido com eles. Era fácil naquele momento apontar o dedo quando eles não eram competitivos e eles apontavam para o ponto de menor confiabilidade, o motor. Mas agora, seguindo adiante e trabalhando com uma equipe como a Red Bull, eles parecem ter encontrado uma boa parceria".

"É legal ver a Honda vencendo novamente, porque a última vitória deles antes da era com a Red Bull foi a minha em 2006, há muito tempo. Então é ótimo vê-los vencendo".

Former World Champion Jenson Button

Former World Champion Jenson Button

Photo by: Gareth Harford / Motorsport Images

Com a saída da Honda, a Red Bull assumirá a operação das unidades de potência com sua nova divisão, a Red Bull Powertrains. A equipe austríaca e a AlphaTauri seguirão tendo apoio da montadora em 2022 antes da RBP assumir responsabilidade completa da produção a partir de 2023.

Enquanto Button sente que é uma pena ver a Honda deixando a F1 novamente, ele achou sensato a consideração financeira por trás da decisão.

"Eles são muito apaixonados por corridas, então é uma pena vê-los saindo novamente. Mas eu meio que tenho uma ideia do quanto eles estão gastando, e é muito dinheiro, então eu até que entendo porque eles estão saindo. É o momento".

"Mas eles tiveram um ano fantástico no esporte e é ótimo para eles, porque a jornada até aqui não foi das mais fáceis".

MARI BECKER analisa EVOLUÇÃO de VERSTAPPEN e PRESSÃO em HAMILTON, e fala de como ambos saem maiores

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #155 - Piores da F1 2021: Quais pilotos/equipes decepcionaram? Masi é consenso?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1 - Verstappen x Hamilton: Relembre todas as decisões da direção de prova e comissários em 2021
Artigo anterior

F1 - Verstappen x Hamilton: Relembre todas as decisões da direção de prova e comissários em 2021

Próximo artigo

Rosberg pede ajuste nas regras da F1 para maior clareza e transparência

Rosberg pede ajuste nas regras da F1 para maior clareza e transparência
Carregar comentários